Notícias Pesquisa indica que vacina da febre amarela pode proteger contra o Zika
Bolsista Destaque

Pesquisa indica que vacina da febre amarela pode proteger contra o Zika

Publicado: Terça, 02 Abril 2019 18:42 , Última Atualização: Terça, 02 Abril 2019 19:02

A CAPES, o Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) financiam juntos pesquisas sobre o Zika Vírus e o controle do mosquito aedes aegypti. Em um dos estudos apoiados, um grupo de 16 pesquisadores da UFRJ e da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) descobriram que a vacina contra a febre amarela demonstra ser efetiva contra o Zika.

Os testes foram feitos em vários grupos de camundongos de laboratório. Os roedores que receberam a vacina contra febre amarela e estavam com Zika apresentaram uma diminuição nos sintomas, como pouca perda de peso. Jerson Silva, um dos coordenadores da pesquisa, afirma que os vírus são muito parecidos “na estrutura, sequências e proteínas. Nossa hipótese é simples, mas precisava ser testada.”

Agora, os cientistas farão novos experimentos para entender melhor a relação da vacina com o vírus. Um dos próximos passos da pesquisa é investigar se a proteção recebida pode ser transferida pela mãe para os filhotes. O Zika Vírus pode causar microcefalia e afetar o sistema nervoso. Desde 2016 a CAPES financia pesquisas para entender esta dinâmica e criar proteção contra o vírus.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu