Notícias Renovados cinco projetos em parceria com a Bélgica
Doutorado

Renovados cinco projetos em parceria com a Bélgica

Publicado: Terça, 31 Dezembro 2019 12:24 , Última Atualização: Segunda, 13 Janeiro 2020 14:37

A CAPES renovou cinco projetos de pesquisa conjunta de pós-graduação de estudantes brasileiros em parceria com belgas. A medida, referente ao Edital nº 29/2017 – que trata do Programa CAPES/WBI (Wallonie Bruxelles International) –, foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 31.
O Programa oferece bolsas na modalidade doutorado-sanduíche e pós-doutorado nas áreas de Ciências Biológicas e da Saúde, Agroindústria, Engenharias (mecânica, aeronáutica, espacial, transporte e logística) e Meio Ambiente. A sua finalidade é apoiar o intercâmbio científico entre Brasil e Bélgica, promovendo a mobilidade dos pesquisadores para realizarem estudos em ambos os países.

Recursos de manutenção do projeto

A CAPES financia até R$10 mil por ano em projetos, cumulativos. Estes recursos destinam-se, exclusivamente, a gastos correntes e ao pagamento de despesas essenciais à execução da pesquisa e concessão de viagens com duração de sete a 20 dias.

Missões de Trabalho

Cada missão de trabalho consiste na concessão de auxílio-deslocamento, seguro-saúde ou viagem, e auxílios diários voltados à viagem internacional para um pesquisador da equipe brasileira, oficialmente incluído no projeto. A duração de uma missão varia entre sete e 20 dias.

O número de missões de trabalho durante os quatro anos de projeto será de, no mínimo, quatro e, no máximo, oito. Pelo menos duas missões deverão ser feitas pelo coordenador. Cada pesquisador selecionado deverá aguardar um intervalo de dois anos para ser novamente beneficiado. A exceção é o coordenador, que poderá realizar a missão de trabalho uma vez por ano.

Serão disponibilizados até US$ 370 por até 20 dias de estadia na Bélgica. Para auxílio-saúde ou viagem, o pesquisador ou coordenador receberá até €90,00 por missão. O auxílio-deslocamento será referente ao valor da passagem em classe econômica para aquele país.

Missões de Estudo

São o deslocamento de estudantes devidamente matriculados em IES brasileiras participantes do projeto, nas modalidades doutorado-sanduíche, com duração de quatro a 12 meses e uma bolsa mensal de €1.300,00, sendo o mesmo valor para auxílio-instalação, este em parcela única, e estágio pós-doutoral, com duração entre 3 e 12 meses, bolsa mensal de €2.100,00, sendo o mesmo valor para auxílio-instalação, também em parcela única.

O auxílio-deslocamento para ambas as modalidades será de €1.255,00, para a permanência de até seis meses na Bélgica, e de €2.510,00, para um período superior de visita àquele país. Já o auxílio-saúde será de €90,00 mensais.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu