Pular para: Menu Conteúdo Busca
Alto Contraste: contraste Tamanho de fonte: maior menor reset
Evolução do Observatório da Educação é destaque em evento na Capes PDF Imprimir E-mail
Publicada por Assessoria de Comunicação Social da Capes   
Terça, 08 de Novembro de 2011 18:21

A solenidade de abertura do 3° Seminário do Programa Observatório da Educação (Obeduc) e do 1° Seminário do Programa Observatório da Educação Escolar Indígena reuniu nesta terça-feira, 8, no edifício-sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), cerca de 140 integrantes dos projetos, dentre coordenadores institucionais e professores da educação básica. O evento segue nesta quarta-feira, 9.

08-11-2011-evento-OBEDUC-8-11-2011-123
O presidente da Capes relembrou o progresso das ações da Capes em prol da educação básica (Foto: Natália Morato - ACS/Capes)
Na ocasião, o presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, relembrou o progresso das ações da Capes na educação básica, por meio de iniciativas como mestrado profissional a distância em matemática e, em especial, a expansão do Obeduc, que passou de 16 programas em 2006, para 156 em 2011. "Esse conjunto de ações mostra quão importante foi trazer para a Capes essa nova missão [educação básica] e quão importante tem sido essa parceria com o Inep e a Secadi, os quais possuem um banco de dados tão grandioso sobre a educação brasileira", acrescentou.

A atuação da Capes na aproximação entre a educação superior e a educação básica também foi ressaltada pelo diretor de Educação a Distância da Capes, João Carlos Teatini. "É ilusório pensarmos que atingiremos as metas de um país desenvolvido em ciências se não tivermos uma educação básica de qualidade", afirmou. Para Teatini, hoje, a importância do programa está no encurtamento dessa distância.

Já o diretor de Programas e Bolsas no país, Emídio Cantídio de Oliveira, frisou a relevância do banco de dados e informações do Inep, juntamente com a Capes. "O resultado desses programas devem ser estudados para que possamos cada vez mais validar as políticas públicas que são desenvolvidas aqui na Capes e pelo governo federal".

Entre as perspectivas para o programa citadas pela diretora de educação básica da Capes, Carmen Moreira de Castro, estão a residência docente no Colégio Pedro II e programas de cooperação internacional voltados para a educação básica. "Assim como o pessoal da pós-graduação tem a chance de ir para o exterior, nós estamos desenhando programas também para quem é da educação básica. A visão internacional amplia a visão e abre caminhos", explicou Carmem.

08-11-2011-evento-OBEDUC-8-11-2011-218
Para a diretora de Educação Básica da Capes, Carmem Moreira, o observatório da educação é um celeiro para a criatividade e a inovação (Foto: Natália Morato - ACS/Capes)

Segundo Carmem, o evento tem o objetivo de aumentar a colaboração entre os diversos projetos, por meio do diálogo e da troca de experiência. "O que um está descobrindo e encontrando pode ajudar no que o outro ainda não chegou lá. Essa colaboração pode ajudar a cortar caminhos, a trazer novos caminhos, novas ideias", disse. E ainda acrescentou. "O Observatório da Educação é um celeiro para a criatividade e a inovação".

Também estiveram presentes no encontro a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacionais Anísio Teixeira (Inep), Malvina Tuttman, e a diretora de políticas públicas da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), Viviane Fernandes Faria.

08-11-2011-evento-OBEDUC-8-11-2011-031
Cerca de 140 integrantes dos projetos, dentre coordenadores institucionais e professores da educação básica, participaram da abertura do seminário (Foto: Natália Morato - ACS/Capes)

Sessões de trabalho
Após a abertura, os participantes se reuniram em salas onde puderam participar de seis sessões de apresentação e discussão de artigos: formação docente; trabalho docente; avaliação, gestão e políticas educacionais; trajetórias e práticas educativas e educação escolar indígena

Obeduc
O Observatório da Educação é um programa, resultado da parceria entre a Capes, o Inep e a Secadi, que tem como objetivo fomentar a produção acadêmica e a formação de recursos humanos em educação, em nível de pós-graduação – mestrado e doutorado. O programa apoia a realização de projetos de estudos e pesquisas em temas educacionais que utilizem as bases de dados geradas pelas avaliações e censos do Inep.

As propostas devem ser organizadas em núcleos locais ou em rede e as equipes devem ser compostas por docente coordenador e estudantes de doutorado e mestrado. E, com o objetivo de favorecer a integração entre pós-graduação, cursos de formação de professores e escolas de educação básica, também são oferecidas bolsas aos estudantes de graduação e aos professores em efetivo exercício ou profissionais que exerçam a função de coordenador ou supervisor pedagógico na rede pública de educação básica.

Obeduc Índigena
O Observatório da Educação Escolar Indígena é uma edição especial do programa Observatório da Educação, que fomenta estudos e pesquisas em educação, com foco na educação básica intercultural indígena e prioridade para a formação de professores e gestores educacionais para os territórios etnoeducacionais. São oferecidas bolsas aos coordenadores de projetos, estudantes de pós-graduação (mestrado e doutorado), estudantes de graduação e docentes da educação básica intercultural indígena.

 Gisele Novais

 
Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco L, Lote 06, CEP 70040-020 - Brasília, DF
CNPJ 00889834/0001-08 - Copyright 2006 Capes. Todos os direitos reservados.
Participe:Transparência Públcia Selo Acesso BR
Conheça também: MEC | CNE | INEP | CNPq