Pular para: Menu Conteúdo Busca
Alto Contraste: contraste Tamanho de fonte: maior menor reset
Orientações sobre o Plano Nacional de Formação de Professores são apresentadas em Brasília PDF Imprimir E-mail
Publicada por Assessoria de Imprensa da Capes   
Quarta, 17 de Março de 2010 18:20

Representantes de instituições de ensino superior (IES) de 20 estados brasileiros participantes do Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor) se reuniram na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) nesta quarta-feira, 17, para receber orientações gerais sobre a Plataforma Freire e sobre o desenvolvimento dos cursos especiais presenciais. Também foi tratado o panorama de ofertas e matrículas em 2010 e discutidas as competências das instituições envolvidas no Plano.

O presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, lembrou da incorporação à missão da agência do desafio da valorização do professor do ensino básico das escolas públicas. “Nossa meta é que a educação básica obtenha o mesmo sucesso que a pós-graduação stricto sensu tem obtido ao longo desses quase 60 anos em que a Capes está à frente tanto no fomento quanto na avaliação dos processos”, disse.

A Capes passou a atuar na indução, fomento e avaliação da formação de professores há apenas dois anos. “O Brasil precisa que estejamos de braços dados nesta luta, pois o desafio da educação é realmente muito grande e de suma importância”, reforçou Guimarães.

Parfor001
Diretor de Educação Básica passa orientações sobre o Parfor (Foto: ACS/Capes)

No encontro também houve oportunidade de esclarecimento de dúvidas sobre financiamento e o sistema de concessão de bolsas do Parfor. Segundo o diretor de Educação Básica Presencial da Capes, João Carlos Teatini, a intenção é que os participantes tenham um panorama geral sobre as ações necessárias em relação ao Plano, principalmente os coordenadores-gerais de cursos presenciais das instituições de ensino superior formadoras, que trabalham ou vão trabalhar no programa. Também estiveram no encontro representantes das secretarias estaduais de educação e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Parfor
Lançado em maio de 2009, o Plano é resultado de um conjunto de ações do Ministério da Educação (MEC), em colaboração com as secretarias de educação dos estados e municípios e as instituições públicas de educação superior neles sediadas, para ministrar cursos superiores gratuitos e de qualidade a professores em exercício das escolas públicas sem formação adequada à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de dezembro de 1996.

Cumprindo o Decreto 6.755, o MEC delegou à Capes a responsabilidade pela indução, fomento e avaliação dos cursos no âmbito do Parfor. Todas as licenciaturas das áreas de conhecimento da educação básica serão ministrados no Parfor, nas modalidades presencial e a distância: cursos de 1ª Licenciatura para professores sem graduação, de 2ª Licenciatura para licenciados atuando fora da área de formação e de Formação Pedagógica, para bacharéis sem licenciatura.

Parfor002
Ações do Plano Nacional de Formação são discutidas na Capes (Foto: ACS/Capes)

Prevê-se no Plano uma oferta superior a 400 mil novas vagas, envolvendo cerca de 150 instituições de educação superior - federais, estaduais, comunitárias e confessionais, nos 25 estados que aderiram à formação inicial, tendo os cursos iniciado no 2º Semestre de 2009. As instituições formadoras que participam do Plano receberão recursos adicionais do MEC, num montante de R$ 700 milhões, distribuídos nos anos de 2009, 2010 e 2011.

Veja o que já foi publicado sobre o assunto:
Representantes de estados se reúnem para tratar de ações do Parfor

 
Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco L, Lote 06, CEP 70040-020 - Brasília, DF
CNPJ 00889834/0001-08 - Copyright 2006 Capes. Todos os direitos reservados.
Participe:Transparência Públcia Selo Acesso BR
Conheça também: MEC | CNE | INEP | CNPq