Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Programa facilita ambientação de estudantes à UAB
Início do conteúdo da página
Acolhimento

Programa facilita ambientação de estudantes à UAB

Publicado: Segunda, 08 Outubro 2018 06:00 | Última Atualização: Segunda, 15 Outubro 2018 10:59

Em virtude da metodologia diferenciada da educação a distância, que exige nova rotina e hábitos, além do intenso uso de recursos tecnológicos, a Diretoria de Educação a Distância (DED) da CAPES, planejou o Programa Acolhimento UAB.

A DED identificou que, ao ingressarem nos cursos do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), muitos estudantes apresentam dificuldades para acompanhar as disciplinas, principalmente por deficiências em Língua Portuguesa e Matemática.

Carlos Lenuzza, diretor de Educação a Distância e Formação de Professores da Educação Básica da CAPES, conta que o Programa atua para que o aluno em primeiro contato com o UAB tenha uma ambientação na sua atividade.
“Esperamos que o aluno que está chegando, tenha uma oportunidade, sem cobrança de nota e provas, e sim focado na sua atividade e adaptação, para que futuramente possa desenvolver as atividades do seu curso, com maior desempenho”, expressa o diretor.

Instruções
Os alunos inscritos para o Programa Acolhimento UAB devem procurar seus coordenadores de curso, para orientações sobre como proceder, para dar início às aulas.

O Programa
O Acolhimento UAB será composto por três módulos, a serem oferecidos pela Universidade Federal de Goiás (UFG): Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), matemática e português. Juntos, somam 180 horas, o que habilita a ser classificado como curso de extensão universitária. Os certificados serão expedidos automaticamente, assim que concluídos os estudos e realizadas as avaliações correspondentes.

O professor Gilson Barreto, coordenador do Laboratório de Tecnologia e Mídias Educacionais (LabTime), da Universidade Federal de Goiás, conta que, desde quando surgiu a ideia do Programa, identificou-se a importância de produzir um material que permitisse aos alunos uma experiência prévia de formação a distância.

“A proposta do acolhimento é disponibilizar para esses alunos um contato com a língua portuguesa, em nível de revisão ou apropriação da escrita de textos e leitura; da linguagem matemática, desde os fundamentos e os princípios e das tecnologias da informação”, explica.

Marília Goyaz, coordenadora UAB na Universidade Federal de Goiás, destaca que a modalidade leva o ensino superior de qualidade a lugares distantes, onde os alunos não teriam acesso fácil a esse conhecimento.

“Boa parte do nosso público-alvo está afastado há algum tempo dos estudos, pois não tinha a perspectiva de fazer um curso superior. Esse programa de acolhimento dá a possibilidade desses alunos serem introduzidos nessa modalidade de ensino de uma forma mais suave ou amigável”.

Conheça o programa através do vídeo:

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Fim do conteúdo da página