Sala de Imprensa Notícias Estratégias para inovação na educação são debatidas em encontro em São Paulo
Inovação

Estratégias para inovação na educação são debatidas em encontro em São Paulo

Publicado: Sexta, 02 Março 2018 15:57 , Última Atualização: Sexta, 02 Março 2018 15:57

Um memorando de entendimento entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC), o Conselho Nacional de Educação (CNE) e a Fulbright Commission no Brasil para promover a modernização da educação no Brasil foi assinado nesta sexta-feira, 2, durante a reunião do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), em São Paulo.

02032018 reuniao MEI SP 02
(Foto: Natália Morato - CCS/CAPES)

Os objetivos principais dessa ação são o fomento de ações de modernização da educação superior no Brasil, com ênfase no aperfeiçoamento curricular e metodologias de ensino de graduação, baseada em experiências de sucesso internacionais; o fortalecimento das instituições de ensino superior (IES) com vistas à modernização da educação universitária no Brasil; e o aumento da interação universidade/empresa para a inovação e criação de tecnologia.

O encontro, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi conduzido pelo Comitê de Líderes Empresariais e contou com a participação de membros do governo federal, entre eles o ministro da Educação, Mendonça Filho, e o presidente da CAPES, Abilio Baeta Neves, e especialistas da área, que falaram sobre a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação, tanto na indústria quanto nas universidades. “Essa é uma atuação importante do MEC, dos vários centros de pesquisa e universidades de ponta vinculadas ao ministério e da própria CAPES, uma instituição que fomenta a formação de profissionais da área de pesquisa e da inovação”, destacou o ministro da Educação.

02032018 reuniao MEI SP 01
(Foto: Natália Morato - CCS/CAPES)

Talentos para a Inovação
Dentre os vários projetos ligados à área de inovação promovidos pela CAPES, está o programa Talentos para Inovação, que está com inscrições abertas até 12 de março. A ideia é capacitar e inserir profissionais especializados em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação a serem executados em unidades e polos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Os encontros da MEI, conforme foi exposto durante o evento, contribuem para a manutenção de um diálogo permanente para a construção de uma agenda que estimule a inovação nas empresas brasileiras. Mendonça Filho ressaltou que, para haver inovação, é preciso ter centros de pesquisas de qualidade, universidades de padrão global e integração com as empresas. “Mas, para que tenhamos jovens que cheguem às universidades, é preciso ter educação de qualidade desde a base”, lembrou.

Educação Básica
O ministro destacou mudanças recentes, com objetivo de garantir uma melhor educação aos brasileiros. Neste sentido, falou sobre a Base Nacional Curricular Comum, as mudanças no ensino médio, as novas vagas disponibilizadas para o ensino integral público e a Política Nacional de Formação de Professores, que anunciou nesta quinta-feira, 1˚ de março, os novos editais do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa de Residência Pedagógica, além de 100 mil novas vagas para o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Mendonça Filho acredita que uma agenda de mudanças no ensino superior também deve ser pauta no Ministério da Educação futuramente.

O ministro aproveitou a oportunidade para propor uma reflexão sobre um panorama do investimento brasileiro na área da educação: “O Brasil, mesmo em um ambiente de dificuldade política, conseguiu manter uma agenda importante na área da educação básica. Só que, enquanto a educação básica for problema dos governos, essa agenda não vai dar o salto de qualidade que se faz necessário. A área da inovação só vai caminhar na direção correta se houver uma revolução na educação do nosso país”.

Além do ministro da Educação e do presidente da CAPES, participaram da reunião o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade; o ministro de Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, e o secretário do Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Álvaro Toubes Prata.

(Natália Morato – São Paulo – CCS/CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Compartilhe o que você leu