Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Morre o articulador do mais antigo programa de Cooperação Internacional da CAPES
Início do conteúdo da página
Nota de falecimento

Morre o articulador do mais antigo programa de Cooperação Internacional da CAPES

Publicado: Quinta, 01 Março 2018 12:36 | Última Atualização: Quinta, 01 Março 2018 12:37

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) informa, com pesar, o falecimento do Sr. Michel Guillou, fundador do Comitê Français d’Évaluation de la Coopération Universitaire avec le Brésil, Cofecub, órgão vinculado ao Ministério das Relações Exteriores e ao Ministério da Educação Nacional da França. O Sr. Guillou faleceu aos 79 anos, no dia 21 de fevereiro de 2018.

01032018 nota falecimento Michel Guillou

Em 1979, um acordo entre Brasil (CAPES) e França (COFECUB) deu origem ao Programa de cooperação interuniversitária CAPES/COFECUB, que apoia projetos científicos desenvolvidos em parceria entre pesquisadores brasileiros e franceses, intensificando a formação de recursos humanos de alto nível nos dois países. O programa CAPES/COFECUB é o mais antigo projeto de cooperação internacional da CAPES em funcionamento.

Michel Guillou era físico de formação, professor emérito e membro de várias Sociedades francesas e internacionais nas áreas de Química e Físico-química, mas foi à divulgação da Francofonia que dedicou grande parte de sua vida acadêmica. Em 1976, como reitor da Universidade Paris- Val- de-Marne, lançou o COFECUB. Foi diretor do Instituto para o Estudo da Francofonia e da Mundialização na Universidade Lyon III de 2001 a 2014, atualmente chamado de Organização Internacional para a Francofonia.

Como aposentado, manteve o engajamento como Presidente Honorário da Réseau international des Chaires Senghor de la Francophonie. Sua dedicação à cooperação universitária franco-brasileira e sua trajetória de excelência acadêmica estimularam a formação e o aperfeiçoamento de docentes e pesquisadores brasileiros e franceses, assim como de estudantes de pós-graduação em nível de doutorado.

O surgimento do Acordo Capes-Cofecub ocorreu simultaneamente às transformações que ocorreram no ensino superior brasileiro nas últimas décadas, e encontra-se intimamente ligado com a formação, consolidação e desenvolvimento do sistema nacional de pós-graduação.

Desde 1978, o Programa já atendeu mais de 894 projetos e implementou cerca de 2.291 bolsas nas mais diversas áreas do conhecimento, sendo o maior programa de cooperação internacional da Capes, envolvendo diversas Universidades Brasileiras e diversas instituições francesas. Em dezembro de 2017, o programa selecionou 30 projetos conjuntos de pesquisa para fomentar o intercâmbio entre instituições de ensino superior e/ou centros de pesquisa brasileiros e franceses.

Saiba mais:
CAPES seleciona 30 projetos conjuntos de pesquisa entre Brasil e França

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Fim do conteúdo da página