Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > CAPES e MEC buscam aperfeiçoamento para gerir iniciativas internacionais
Início do conteúdo da página
Qualificação

CAPES e MEC buscam aperfeiçoamento para gerir iniciativas internacionais

Publicado: Sexta, 29 Dezembro 2017 09:11 | Última Atualização: Sexta, 29 Dezembro 2017 10:28

Servidores dos órgãos serão capacitados para desempenhar atividades relacionadas a programas, acordos e ações que exigem interlocução fluente na língua inglesa.

Nos últimos anos, a CAPES e o MEC aumentaram significativamente tanto o número de programas e parceiros internacionais, quanto de projetos de pesquisa e bolsistas envolvendo outros países. Somente na CAPES, os acordos de cooperação internacional saltaram de 29 em 2010 para 197 em 2017, um índice 680% de aumento. Quanto às bolsas no exterior, em 2011 a CAPES tinha 4.902 bolsistas, número que cresceu quase 10 vezes em 2015, ano final do programa Ciências Sem Fronteiras, para mais de 40.000 bolsas ativas.

29122017 grafico int
(Fonte: Diretoria de Relações Internacionais - DRI/CAPES)

Iniciativas como o Portal de Periódicos, uma biblioteca virtual que desde o ano 2000 reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional e conta com um acervo de mais de 38 mil títulos, exigem da instituição o diálogo constante com editores de diversas partes do mundo. Além disso, a CAPES executa ações para estimular a internacionalização das Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, como o Programa Institucional de Internacionalização (CAPES-PrInt).

Para gerir os acordos e operar as bolsas internacionais é preciso interagir e dialogar com fluência, principalmente em inglês, com diversos parceiros estrangeiros, como Universidades, Agências Governamentais, Instituições sem fins lucrativos e consórcios de universidades. O número de servidores com proficiência linguística compatível com essas iniciativas, no entanto, não acompanhou as necessidades crescentes dos órgãos.

Notando esta demanda reprimida das necessidades estratégicas e operacionais de curto a longo prazo, a CAPES desenvolveu esta iniciativa-piloto em 2017, em parceria com a Northern Virginia Community College (NOVA). O objetivo do programa é aperfeiçoar as habilidades linguísticas dos servidores para melhor atuarem frente às crescentes demandas de trabalho que exijam o uso de língua inglesa.

Curso no exterior
Vinte e seis servidores do quadro permanente da CAPES e do MEC foram selecionados para participar de um curso de imersão no exterior, visando ao aprimoramento da língua inglesa, com duração de seis semanas. Oferecido pela Northern Virginia Community College (NOVA), em Alexandria, nos Estados Unidos, o curso inclui atividades culturais e acadêmicas, com ênfase em escrita técnica de textos oficiais e acordos, bem como em conversação em inglês para negociação de acordos, debates e representação institucional em reuniões e eventos com parceiros internacionais.

Espera-se que os servidores participantes do curso possam contribuir de maneira ainda mais efetiva nas atividades de seus setores após retornarem ao País, seja por meio de seus desempenhos individuais, seja na elaboração de procedimentos e documentos mais eficientes em inglês, bem como por meio do compartilhamento dos conhecimentos obtidos no curso com os colegas.

Seleção
Para serem elegíveis ao programa, os candidatos tinham de ser servidores do quadro permanente e terem nota igual ou superior a 500 pontos em um teste TOEIC, entre outros requisitos. TOEIC é a sigla para Test of English for International Communication (Teste de Inglês para Comunicação internacional), um certificado de proficiência reconhecido mundialmente. A seleção dos servidores elegíveis foi realizada pelos respectivos setores da CAPES e do MEC, conforme as necessidades destes setores quanto ao uso da língua inglesa. Os custos referentes às passagens aéreas e as taxas do visto estão sendo financiadas pelos próprios servidores.

Instituição Anfitriã
A Northern Virginia Community College (NOVA), integrante do Community Colleges Consortium, é parceira da CAPES desde 2012, quando foi assinado convênio de cooperação que viabilizava a concessão de bolsas de graduação do tipo “sanduíche” (em que o bolsista cumpre parte do programa no exterior) para estudantes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec), além de capacitação para profissionais de setores estratégicos.

Por meio desta parceria, foram concedidas bolsas de graduação sanduíche para 285 estudantes e, ainda, realizou-se o programa Setec/CAPES-NOVA para capacitação de professores de inglês vinculados à Rede Setec, proporcionado entre 2016 e 2017 o envio de 146 profissionais de mais de 20 instituições de todo o Brasil.
O programa visava proporcionar uma experiência in loco para aprimoramento de metodologias de ensino de língua inglesa, considerando os aspectos culturais, locais e sociais, além do estímulo ao estabelecimento de parcerias com professores norte-americanos para futuros intercâmbios.

Os professores participantes firmaram o compromisso de, ao retornar ao Brasil, aplicar os conhecimentos adquiridos em ações voltadas a atividades de ensino, pesquisa, extensão, inovação e internacionalização, inclusive por meio de atividades de multiplicação aos seus pares das experiências realizadas no exterior.

(Brasília – CCS CAPES)

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Fim do conteúdo da página