Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > CAPES enviará vencedores da etapa regional para Irlanda
Início do conteúdo da página
Prêmio Professores do Brasil

CAPES enviará vencedores da etapa regional para Irlanda

Publicado: Terça, 19 Dezembro 2017 12:01 | Última Atualização: Quinta, 21 Dezembro 2017 14:07

Nesta segunda-feira, 18, foi realizada, em São Paulo, a entrega do Prêmio Professores do Brasil. Cada um dos 30 vencedores da etapa regional recebeu R$ 7 mil, uma viagem à Irlanda para participação em programa de capacitação financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), além de troféu e equipamentos de informática com conteúdo educativo para as escolas onde trabalham.

19122017 materia professores do brasil 011
Gestores exibem as placas que ganharam ao final da premiação (Foto: Alan Santos/PR)

Ao todo, foram inscritos 3.494 projetos de todo o país divididos em seis categorias: Educação infantil (creche); Educação infantil (pré-escola); Ensino fundamental 1º, 2º e 3º ano (ciclo de alfabetização); Ensino fundamental 4º e 5º ano; Ensino fundamental 6º ao 9º ano e Ensino médio.

Entre os 30 vencedores, seis projetos foram selecionados como ganhadores nacionais, tendo como prêmio o valor de R$ 5 mil. A CAPES participou na comissão que tratou dos projetos de creche, pré-escola, de 6º ao 9º ano e ensino médio. O resultado dessa avaliação demostrou os bons processos de ensino e aprendizagem das propostas inscritas e executadas pelos professores em seus municípios.

19122017 materia professores do brasil 2769
Comissão avaliadora dos projetos da categoria Educação infantil/Creche e Pré-escola (Foto: Edson Morais - CCS/CAPES)

Professores e projetos vencedores

Infantil / creche
Em São Paulo, a professora Alessandra Silva de Assis foi a vencedora na categoria educação infantil / creche com o projeto A escuta das vozes infantis: registro da busca pela prática, realizado com bebês de cinco a 18 meses do CCI Cips Secretaria dos Negócios Jurídicos.

O trabalho é composto por quatro experiências: leitura com bebês e seus desdobramentos, momentos individualizados durante a higienização, protagonismo nas brincadeiras e experimentações com arte e natureza. A iniciativa tem o objetivo de dar visibilidade ao potencial das crianças menores, de forma a consolidar seu protagonismo e autoria na aprendizagem, contribuindo assim para uma educação infantil pública de qualidade. “Para mim, esse prêmio valoriza e reconhece o trabalho do professor, além de dar visibilidade para a educação infantil. Esse tipo de ação tem o poder de nos motivar”, resume.

Infantil / pré-escola
A professora Lidiane Pereira da Silva, da escola EMEF Gonçalves Dias, de Canguçu (RS), foi a vencedora da categoria educação infantil / pré-escola, com o projeto Como nossos pais e com jeito da nossa gente. O projeto tinha dois desafios: a relação de conflito entre os pais e a escola e a melhoria da alimentação dos alunos, que levavam lanches industrializados para a merenda.

Durante o projeto, os pais foram convidados a ir à escola fazer pequenas intervenções nas aulas e ensinar brincadeiras que fizeram parte da sua infância, além de preparar lanches caseiros com seus filhos. A ação resultou na presença dos pais no ambiente escolar e na aceitação, por parte das crianças, de lanches mais saudáveis. “A importância desse prêmio é o reconhecimento e a valorização da escola pública. Apesar de toda a dificuldade que enfrentamos, o prêmio mostra que valeu a pena”, garante.

Ensino fundamental / ciclo alfabetização
Já a professora Katia Bomfiglio Espíndola, de Porto Alegre, desenvolveu seu projeto para os estudantes que utilizam a sala de integração e recursos da escola. Vencedora da categoria ensino fundamental / ciclo de alfabetização, criou o projeto Conta uma história?! Um projeto de pró-inclusão escolar, literatura e acessibilidade”, no qual uniu inclusão escolar, literatura, leitura, vídeo e acessibilidade.

Participaram 25 alunos que frequentam a sala de recursos da escola. Cada um convida uma pessoa da comunidade escolar para escolher um livro e lhe contar uma história. A leitura é gravada, editada e depois exibida para os alunos e suas turmas, além de compartilhada nas páginas do projeto e da escola nas redes sociais. A intenção é montar uma coletânea audiovisual de 25 títulos literários. “Isso significa o reconhecimento do MEC sobre a importância de projetos na área da inclusão escolar. Dar visibilidade a isso é algo extremamente importante, muito mais do que qualquer valor em dinheiro”, enfatiza. O projeto também foi um dos vencedores na categoria temáticas especiais.

19122017 materia professores do brasil 02
Ganhadores da etapa nacional comemoram a premiação (Foto: Alan Santos/PR)

Ensino Fundamental / 4º e 5º anos
Em Rolim de Moura (RO), o projeto Ler, escrever...crescer! foi o vencedor na categoria ensino fundamental / 4º e 5º anos. A professora Fernanda Nicolau Nogueira, do colégio EEEFM Nilson Lima, realizou o projeto a partir do desafio de atender a mais da metade dos alunos do quarto ano, que estão em processo de alfabetização e, ao mesmo tempo, garantir a todos a competência de ler e escrever.

Foram realizadas atividades diárias de leitura e escrita, análise textual e gramatical, que resultaram na produção de jornal escrito, livros de contos e autobiografia, filmagem de telejornal, de programa de culinária e blog educativo, entre outros. “Receber esse prêmio representa a maior honra que um professor pode receber neste país. Estou muito feliz e sensibilizada. Chegando à escola, a primeira coisa que quero mostrar para meus colegas é que vale a pena registrar e mostrar o nosso trabalho porque todos nós crescemos com isso, inclusive o nosso país”, comemora.

Ensino fundamental / anos finais do 6º ao 9º
De Minas Novas (MG), o professor Adalgisio Gonçalves Soares, da escola EE presidente Costa e Silva, foi o vencedor na categoria ensino fundamental / anos finais do 6º ao 9º, com o projeto Festival de curtas, uma viagem às mil e uma noites de Malba Tahan. O projeto propõe o ensino da matemática de forma divertida e atraente, a partir da obra do matemático brasileiro Júlio Cesar de Melo e Sousa, mais conhecido como Malba Tahan. Ele publicou uma série de livros com esse espírito, como O homem que calculava e Matemática divertida.

“Ganhar esse prêmio é o maior reconhecimento para nós professores, uma classe muito sofrida e, às vezes, desvalorizada. Isso aqui é valorização profissional, reconhecimento. É uma forma de colocar a educação e o trabalho do professor de uma cidadezinha do interior de Minas Gerais em evidência”, conclui.

Ensino Médio
Rodrigo Nóbrega Martins, professor da Escola Estado da Bahia EEFM, em Crato (CE), venceu na categoria ensino médio com o projeto Revista Discentes: um sentido para a produção textual no ensino médio do estado do Ceará. Além dos textos produzidos pelos estudantes da turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA), a revista conta com a colaboração de alunos de diversas escolas do estado. “É a coroação de um trabalho que é do dia-a-dia e que, às vezes, é tão desgastante. Mas que a gente permanece porque acredita muito”, destaca.

Décima Edição
Esta é a décima edição do Prêmio Professores do Brasil, que tem o objetivo de reconhecer e divulgar o trabalho de docentes que contribuam para a melhoria da educação básica, valorizando e estimulando seu papel na formação das novas gerações. Rossieli Soares, secretário de Educação Básica do MEC, destacou a importância dos excelentes professores e professoras que ensinam em todos os cantos do país e das ações que encabeçam. “Queremos dar destaque para experiências inovadoras e que sirvam de exemplo e inspiração para outros professores. Muitos vencedores, no início, não acreditavam que a experiência desenvolvida em sala de aula fosse importante e merecesse ser premiada. Esperamos que os professores, dentro das suas realidades, apliquem as experiências. Com isso, vão ganhando confiança e apoio também das escolas”.

19122017 materia professores do brasil 01
Secretário Rossieli (à esq.) "Queremos dar destaque para experiências inovadoras e que sirvam de exemplo e inspiração para outros professores" (Foto: Alan Santos/PR)

Regina de Assis, da TV Escola do Rio de Janeiro (RJ), que trabalhou na comissão de avaliação dos projetos de educação infantil, afirma que o prêmio “é importantíssimo porque ele reconhece os professores brasileiros de todas as regiões, de todos os munícipios, que de outra forma não teriam seu êxito reconhecido”. A professora considera que a iniciativa de reunir os professores anualmente em um concurso, acaba por revitalizar a rede pública de ensino do Brasil, pois durante a programação os premiados têm a oportunidade de compartilhar experiências e socializá-las, agregando grande importância ao prêmio. Nessa edição, Regina destaca que os projetos na área de educação infantil levantaram o papel fundamental da família na educação das crianças, a exemplo do papel dos avós, que atualmente têm estado mais tempo com seus netos.

19122017 materia professores do brasil 03
Na ocasião a secretária, Maria Helena (à esq.), falou sobre a nova política nacional de Formação Inicial e Continuada de Professores, lançada em outubro pelo MEC (Foto: Alan Santos/PR)

Para a secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, o prêmio estimula a criatividade e a inovação na educação. “É um estimulo para o professor colocar em prática uma ideia. Com todas as iniciativas do MEC, especialmente as plataformas, os recursos a distância, que estão sendo fortalecidos e valorizadíssimos pela atual gestão da SEB, acredito que todos vocês terão condições de replicar esses projetos pelo país afora”, destacou, ressaltando os bons resultados do compartilhamento de boas práticas entre professores.

Irlanda
A CAPES contemplará os premiados com uma viagem para Irlanda, de 15 a 24 de maio de 2018. Durante esse período, os premiados desfrutarão de um roteiro acadêmico e cultural com o objetivo de conhecer o funcionamento do sistema educacional Irlandês. Estão previstas visitas a escolas irlandesas, excursões culturais pelo país, participação em palestras sobre o sistema educacional e político irlandês, além de uma visita ao Mary Immaculate College – MIC, instituição vinculada à universidade de Limerick, reconhecida na área de formação inicial e continuada de professores da educação básica.

Temáticas Especiais
Outros 15 professores de todo o país foram premiados na categoria temáticas especiais, de acordo com a área na qual foram inscritos. Entre as premiações, estão uma viagem de uma semana a Londres para participação em atividades educativas, palestras e visitas a museus; R$ 5 mil; e visita ao Núcleo de Alto Rendimento Esportivo de São Paulo. Os temas especiais foram: Esporte como estratégia de aprendizagem; Conservação e uso consciente da água; Estímulo ao conhecimento científico por meio da inovação e Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação no processo de inovação educacional.

19122017 materia professores do brasil 2774
Mari Cecilia Silvestre da Silva de Icapuí - CE, foi uma das agraciadas na categorias Temas Especiais(Foto: Edson Morais - CCS/CAPES)

Conheça os projetos vencedores no hotsite do prêmio.

(Edson Morais com informações do MEC – São Paulo/SP - CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Fim do conteúdo da página