Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Instituições discutem consórcio para assinatura de identificador digital
Início do conteúdo da página
ORCID

Instituições discutem consórcio para assinatura de identificador digital

Publicado: Terça, 21 Novembro 2017 11:41 | Última Atualização: Terça, 21 Novembro 2017 11:44

Reuniram-se no dia 17 de novembro, na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em Brasília, representantes da fundação, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), da Scientific Electronic Library Online (SciELO), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) para discussão sobre a formação de um consórcio para assinatura do ORCID, um identificador digital persistente que permite conectar pesquisadores às suas afiliações e atividades por meio da integração com editoras, agências de financiamento e bases de dados.

21112017 materia ORCID 3531
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

Com ele, é possível, em uma única entrada de dados, recuperar automaticamente informações de pesquisa que já estejam registradas em uma fonte validadora. Isso assegura menor trabalho manual para os pesquisadores proverem informações de publicações e pesquisa a distintos sistemas demandantes e também garante maior qualidade dos dados.

“No que diz respeito à CAPES, a adoção do ORCID nos sistemas de informação será um ganho importante em agilidade e qualidade. Pretendemos que isso se dê principalmente na Plataforma Sucupira, que registra dados de programas de pós-graduação, em sistemas de concessão de bolsas e fomento e nos sistemas de editais de projetos internacionais. Contudo, isso não representa todo o ‘ecossistema’ de informações em pesquisa. Entendemos ser fundamental a participação de outros atores que detêm informações pertinentes à completude do universo da pesquisa no Brasil. Por isso, a proposta do consórcio”, explica a coordenadora-geral de Atividades de Apoio à Pós-Graduação da Diretoria de Avaliação da CAPES, Talita Moreira.

21112017 materia ORCID 3523
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

A partir desta reunião, na qual todos os presentes aceitaram fazer parte do consórcio, será formada uma comissão técnica para estudo dos sistemas de cada membro em vias de implementar serviços de troca de dados entre os detentores da informação. A assinatura do ORCID está prevista para o começo de dezembro.

Participantes
Além da coordenadora-geral da DAV, estiveram presentes pela CAPES o diretor de Programas e Bolsas no País, Geraldo Nunes Sobrinho; o coordenador-geral de Monitoramento de Resultados da Diretoria de Relações Internacionais, Adi Balbinot Junior; e o coordenador de Sistemas, Edmilson Coelho Chaves Junior. Pelo CNPq, estavam o coordenador-geral de Cooperação Internacional, Lelio Fellows Filho, e o coordenador-geral de Tecnologia da Informação, Igor Cavalcante. Representando o IBICT, compareceram a diretora Cecília Leite, o coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos, Arthur Costa, a coordenadora-geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos Consolidados, Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares, e a coordenadora de Redes e Serviços de Informação de Novos Produtos, Hélia Chaves. Também participaram da reunião a presidente do CONFAP, Maria Zaira Turchi, o gerente de Projeto e a analista de Negócio da RNP, Cláudio Silva e Carolina Souza, e Alex Mendonça, representando a SciELO.

ORCID
Organização sem fins lucrativos sediada nos Estados Unidos, a Open Research and Contributors Identification (ORCID) foi criada em 2010 por organizações envolvidas em pesquisa, como universidades, laboratórios, empresas e editoras científicas, com o objetivo de criar um identificador permanente que torne possível relacionar de maneira confiável pesquisadores a suas contribuições e afiliações institucionais.

Em outubro de 2012, a ORCID lançou seu identificador, o qual, segundo a própria organização, atualmente contabiliza mais de 3 milhões de registros. No ano de 2016, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) foi a primeira instituição brasileira a se tornar membro da ORCID, seguida pelas Universidades de São Paulo (USP), e Estadual de Campinas (Unicamp).

Acesse a página da ORCID.

Veja aqui artigo publicado pela equipe do ORCID sobre liderança brasileira em pesquisa aberta.

Leia matéria da Revista Fapesp sobre a ORCID.

(Natália Morato - Brasília – CCS/CAPES)

Fim do conteúdo da página