Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Prêmio mundial de biologia vai para bolsista da CAPES
Início do conteúdo da página
Bolsista em Destaque

Prêmio mundial de biologia vai para bolsista da CAPES

Publicado: Quinta, 21 Setembro 2017 18:44 | Última Atualização: Segunda, 02 Outubro 2017 19:12

Itanna Fernandes, ex-bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) no mestrado e no Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE), ganhou o prêmio de jovens cientistas da Plataforma Global de Informação sobre Biodiversidade (GBIF, na sigla em inglês). O anúncio foi feito hoje, 21, durante o 24º Congresso do GBIF, na Finlândia.

O prêmio de cinco mil euros é um reconhecimento pelo trabalho de levantamento de dados inédito no mundo, realizado a partir do monitoramento ambiental de formigas na Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no rio Madeira, em Rondônia.

A pesquisa de Itanna investiga a adaptação das formigas ao enchimento do reservatório da hidrelétrica, pois alguns trechos monitorados ficariam embaixo d’água. Coletas de dados foram efetuadas a cada quatro meses, antes e depois do enchimento da usina.

Única brasileira indicada ao prêmio, a pesquisadora está concluindo doutorado em Ciências Biológicas no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC). Os dados da pesquisa fazem parte do Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiBBr), parceiro do GBIF no
Brasil.

"Felicitamos a sra. Fernandes por seu prêmio e aguardamos suas futuras contribuições em mobilização de dados e pesquisa ", pontuou Tim Hirsch, diretor adjunto do secretariado do GBIF. "Seu trabalho exemplar é apenas um exemplo da crescente estatura da rede GBIF na pesquisa brasileira, e das instituições brasileiras em pesquisa global”.

Segundo o GBIF, pesquisadores brasileiros estão entre os usuários mais produtivos dos bancos de dados globais, considerando a maior parte das medidas de tráfego na internet, como downloads ou documentos revisados pelos pares.

Na edição de 2016, um brasileiro também foi premiado: o estudante de mestrado Bruno Umbelino da Silva Santos, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Leia também:
Bolsista da CAPES concorre a prêmio mundial de pesquisa

Brasília - CCS/CAPES
Com informações do Inpa e do GBIF
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'CCS/CAPES’

Fim do conteúdo da página