Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Bolsista do MFA vai pesquisar o cinema de Eduardo Coutinho em Nova Iorque
Início do conteúdo da página
Master of Fine Arts

Bolsista do MFA vai pesquisar o cinema de Eduardo Coutinho em Nova Iorque

Publicado: Segunda, 05 Junho 2017 10:06 | Última Atualização: Segunda, 12 Junho 2017 12:42

Fábio Andrade, egresso do programa Master of Fine Arts (MFA), fará uma pesquisa de doutorado sobre a obra do documentarista brasileiro Eduardo Coutinho na New York University, nos Estados Unidos. A partir de setembro de 2017, o ex-bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) vai integrar o Cinema Studies, um dos programas de pós-graduação mais conceituados do mundo em estudos do cinema brasileiro.

05062017 materia bolsista MFA TWOBIRDS
Para Fábio (centro), estar nos EUA foi o diferencial para avançar nos conhecimentos (Foto: Acervo pessoal)

Uma revisão do conceito de Modernismo no cinema é a proposta do estudo a ser desenvolvido por Andrade em seu doutorado, tomando como ponto de partida o trabalho de Coutinho. Considerado um dos mestres mundiais do cinema de não-ficção (baseado em fatos reais), Coutinho dirigiu Cabra Marcado pra Morrer (1984), sobre a luta camponesa no nordeste brasileiro, e Edifício Master (2002), que retrata pessoas comuns em um dos maiores edifícios do Rio de Janeiro. A produção final do premiado cineasta, falecido em 2014, é Últimas Conversas (2014).

Para o ex-bolsista, que cursou mestrado profissional pelo MFA na Columbia University, também nos EUA, o programa de pós-graduação além de ajudá-lo a desenvolver a técnica de roteirização, o preparou para continuar a trajetória acadêmica. “Embora o curso do MFA na Columbia seja rígido em formação prática e não priorize o componente teórico, existia toda uma estrutura e um corpo docente à disposição para quem quisesse fazer pesquisa em seguida”, diz Andrade. O trabalho de conclusão do mestrado foi um roteiro de longa-metragem.

Fábio comenta que estar nos EUA foi o diferencial para avançar nos conhecimentos. “O mestrado foi extremamente enriquecedor e não teria sido possível sem o apoio da CAPES e da Fulbright. O estudo das ferramentas de dramaturgia é, academicamente, algo norte-americano. Poder me debruçar sobre isso mudou muito minha escrita como roteirista e minha forma de ver e pensar cinema”, acrescenta.

Bolsista nas telas
Além de roteirista, Andrade é também diretor e realizou o curta-metragem Two Birds (Dois Pássaros, 2016), exibido nos festivais Mostra de Tiradentes, Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, Festival Internacional de Curtas de São Paulo, Curta Cinema e Mostra do Filme Livre. O filme é a primeira realização do bolsista durante o mestrado em Columbia.

Chegar ao primeiro filme demandou superar alguns desafios, como apresentar uma produção relevante, comenta Andrade. “Acho que a maior dificuldade foi, na mudança para outro país, ver que o trabalho realizado até então parece não ter peso. É parte da ética norte-americana não valorizar quem você é, mas sim o que você faz. Num primeiro momento quem ainda não fez nada ali se torna uma página em branco. À medida que começamos a produzir, a dificuldade não é exatamente superada, mas se revela um catalisador muito valioso em todo esse processo”.

Inscrições abertas

Até o dia 12 de junho, o programa Master of Film Arts (MFA) recebe inscrições para a edição 2018-2019. A iniciativa apoia a realização de curso de mestrado profissional para roteiristas em instituições de ensino superior nos EUA que oferecem este nível de formação. Candidatos precisam, entre outras exigências, possuir nacionalidade brasileira, ter concluído curso superior até o encerramento das inscrições, ter experiência comprovada em elaboração de roteiro para audiovisual e certificado de proficiência em língua inglesa válido, realizado após 1° de junho de 2016. O selecionado recebe da Capes até US$ 50 mil por ano para anuidade e taxas acadêmicas da universidade norte-americana. A Comissão Fulbright custeia manutenção mensal. Serão concedidas até duas bolsas.

(Lucas Lopes)

Fim do conteúdo da página