Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Comissão discute situação da pós-graduação na região Norte
Início do conteúdo da página
Região Norte

Comissão discute situação da pós-graduação na região Norte

Publicado: Quinta, 09 Março 2017 10:42 | Última Atualização: Quinta, 09 Março 2017 12:14

Foi realizada nesta terça-feira, 7, na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) a primeira reunião da Comissão dos Reitores da Região Norte, instituída pela Portaria n°25, de 7 de fevereiro de 2017, com o objetivo de propiciar meios às instituições de Ensino Superior e Pesquisa da Amazônia Legal, de mantê-las atualizadas e competitivas na pesquisa, na pós-graduação e na inovação.

Na ocasião foram apresentadas séries históricas relacionadas ao número de programas, formação de mestres e doutores e à produção científica. “Precisamos de informação, dados novos e atualizados. Com isso em mãos, conseguimos começar a discutir estratégias de ação”, esclareceu Manoel Santana, servidor da CAPES. Manoel citou ainda o acesso ao Portal de Periódicos como grande aliado na elevação da qualidade dos cursos de pós-graduação.

09032017 materia reuniao de reitores 2586
Primeira reunião da comissão reuniu reitores da região norte e representantes da CAPES (Foto: Edson Morais - CCS/CAPES)

Já a Diretora de Relações Internacionais da CAPES, Concepta Pimentel, ressaltou a importância da definição por parte das universidades de planos de internacionalização concretos, que definam suas estratégias, parceiros, competências e áreas. “A internacionalização tem uma relevância fundamental na melhoria da qualidade para todos os envolvidos no processo. Por exemplo, 63% dos pesquisadores brasileiros nunca saíram do país. O impacto da produção desse grupo é 24% abaixo da média mundial e eles são 40% menos citados, enquanto os que têm experiência no exterior têm o dobro de impacto da média mundial”, explicou.

Comissão
A portaria atribui ainda ao grupo a função de propor meios de se implementar as recomendações contidas no Plano Nacional de Pós-graduação 2011-2020, que tratam de ações que visem diminuir as assimetrias regionais; de propor ações complementares que assegurem melhores condições para a execução da metas do PNPG e a apresentação de um balanço das propostas do PNPG no que se referem às assimetrias da região Norte.

Participaram também da reunião, representando a CAPES, o Diretor de Programas e Bolsas no País, Geraldo Nunes, presidente da Comissão, e a Diretora de Avaliação da CAPES, Rita Barata.

(Gisele Novais)

Fim do conteúdo da página