Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Carlos Afonso Nobre toma posse como novo presidente da Capes
Início do conteúdo da página
Cerimônia

Carlos Afonso Nobre toma posse como novo presidente da Capes

Publicado: Quinta, 07 Maio 2015 18:25 | Última Atualização: Quinta, 14 Maio 2015 14:54

Carlos Afonso Nobre é o novo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A cerimônia de posse e transmissão do cargo aconteceu nesta quinta-feira, 7, no edifício-sede da agência em Brasília.

752015-nomeacao-calor-nobre-0591
Em discurso, Carlos Nobre celebrou a história da fundação e apontou para os novos desafios do futuro (Foto: Edson Morais - CCS/Capes)

Em um discurso que celebrou a história da fundação e apontou para os novos desafios do futuro, Carlos Nobre destacou a internacionalização, interdisciplinaridade e a institucionalização como os três dos principais eixos de sua atuação. "Daremos continuidade ao modelo Capes que une avaliação e fomento e, há quase 40 anos, é o segredo de sucesso dessa instituição e do avanço da pós-graduação no país", afirmou.

O diálogo constante com a comunidade científica foi outro compromisso do novo presidente. "Não tenho ideias fechadas para a gestão da Capes. Vou ouvir constantemente a comunidade acadêmica, assim como servidores da casa e todos os parceiros institucionais. Também estou aqui para aprender", revelou.

752015-nomeacao-calor-nobre-0688
Durante a cerimônia, o novo presidente assinou o Termo de Posse (Foto: Edson Morais)

Entre os temas destacados por Nobre para a pós-graduação brasileira está o foco em problemas estratégicos. "Devemos atuar interdisciplinarmente sobre temas que são déficits históricos do país, como o Semiárido, a Amazônia e mesmo saneamento básico da população brasileira. E também questões urgentes do presente como desenvolvimento metropolitano", ressaltou.

Sobre internacionalização, Nobre destacou o esforço para aumentar a atratividade das universidades brasileiras. "Nosso modelo não deve ser o brain drain ou brain gain, mas brain circulation. Devemos valorizar o Portal de Periódicos, grande conquista para a internacionalização da educação superior e caminhar para ter mais centros de excelência e universidades de alto nível internacional".

752015-nomeacao-calor-nobre-2478
Carlos Nobre destacou os principais eixos de sua atuação (Foto: Haydée Vieira)

Ética
Presente na cerimônia, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, enfatizou a questão ética da escolha do novo presidente em seu discurso. "Carlos Nobre se dedicou às interfaces das áreas do conhecimento, à questão da manutenção da vida na Terra. Sabemos que o planeta não comporta determinados estilos de consumo que se consolidaram nas últimas décadas. Com essa compreensão mais a preocupação com a inclusão dos historicamente excluídos, tenho certeza que teremos avanço nas questões éticas que são importantes para a educação", afirmou.

Segundo Janine, os trabalhos do Ministério da Educação tem buscado uma aliança saudável entre inclusão e desenvolvimento econômico. "O que esperamos do Estado brasileiro é uma estrutura que funciona para o bem comum. A administração pública não deve se pautar por interesses pessoais, essa é a definição de república, está acima de todos os interesses privados ou de uma parte ou segmento".

O novo presidente também reforçou os compromissos éticos para a atuação à frente da agência. "Iremos promover uma gestão baseada na ética da responsabilidade, da qualidade do ensino como motor da redução de desigualdades e da solidariedade como base para cooperação de programas, cientistas e educadores. Fazemos o compromisso com uma educação humanista, democrática para a criação de um país ético, justo e sustentável", concluiu Nobre.

752015-nomeacao-calor-nobre-2325
O novo presidente também reforçou os compromissos éticos para a atuação a frente da agência (Foto: Haydée Vieira)

Homenagem
A cerimônia também foi marcada por homenagens ao ex-presidente Jorge Almeida Guimarães, que esteve à frente da agência por 11 anos. "A Capes é matriz formadora de criação de sementes multiplicadoras", definiu o professor em seu último discurso como presidente.

752015-nomeacao-calor-nobre-2400
A cerimônia também foi marcada por homenagens ao ex-presidente Jorge Guimarães (Foto: Haydée Vieira)

"Há exatos 11 anos e três meses assumi a presidência da Capes saindo do MCTI. Essa trajetória se repete com Carlos Nobre. A longevidade das lideranças é uma das características da Capes. São 46 anos de gestão realizada por apenas seis presidentes, três desses responsáveis por mais de metade dos 60 anos dessa instituição. Trata-se de uma característica especial, não apenas no Brasil, mas sobretudo aqui, que permite continuidade, planos plurianuais e uma política que seja mais de Estado do que de governo", definiu.

O ex-presidente relembrou alguns dos principais feitos na última década, como a constituição da Nova Capes voltada à educação básica, o sistema Universidade Aberta do Brasil, que hoje já oferece o mesmo número de vagas que o sistema federal presencial. Os programas de indução, em parceria com ministérios e empresas. A nova Plataforma Sucupira que disponibiliza os dados dos programas de pós-graduação para acesso online. A criação da Diretoria de Relações Internacionais e a operacionalização do programa Ciência sem Fronteiras. "Esse prédio simboliza o desejo de uma pátria educadora. Aqui se realiza educação sistêmica, desde a formação da educação básica até a mais específica pós-graduação", concluiu Jorge Guimarães.

752015-nomeacao-calor-nobre-2458
Jorge Guimarães recebeu uma bandeira assinada pelos 1.058 servidores e colaboradores da Capes (Foto: Haydée Vieira - CCS/Capes)

Reconhecimento
O ministro chefe da Casa Civil Aloizio Mercadante enviou uma mensagem que celebra os anos do professor como presidente da Capes. "Jorge Guimarães é responsável por algumas das maiores conquistas da educação brasileira. Nesse período, a pós-graduação consolidou-se enquanto sistema nacional com mecanismos sólidos de avaliação e principal contribuidora do avanço científico do país", definiu.

Para Renato Janine, a Capes hoje traz a marca criativa de seu antigo presidente. "Não há ninguém que tenha feito tanto pela pós-graduação no Brasil quanto Jorge Guimarães. Trata-se de uma trajetória que começa muito antes de seu mandato como presidente e não se encerra aqui. A Capes é uma agência que tem orgulho de todos os presidentes, algo nem sempre possível na administração publica".

O novo presidente da Capes definiu como excepcional o trabalho da última década. "Foi sem dúvida a fase de maior expansão e descentralização e capilaridade da pós-graduação brasileira. Os números que mostram o crescimento dos números de programas e titulações são impressionantes e falam por si", comentou Carlos Nobre.

Jorge Guimarães recebeu uma bandeira com a logomarca da Capes assinada pelos 1.058 servidores e prestadores de serviço da instituição. Além disso, foi exibido um vídeo em homenagem ao professor com depoimentos dos ex-ministros Tarso Genro, Fernando Haddad e Henrique Paim. Confira.

 

Biografia
Natural da cidade de São Paulo, Carlos Afonso Nobre formou-se em Engenharia Eletrônica em 1974, no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). Concluiu o doutorado em Meteorologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) em 1983. Iniciou a carreira profissional no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em 1975. Atuou como pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de 1983 a 2012. Na Capes, atuou como coordenador da Comissão de Cursos Multidisciplinares (2006-2008). Foi secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Desde fevereiro de 2015, ocupava a posição de Diretor do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais-CEMADEN. Nobre representa o Brasil no International Institute for Applied System Analysis (Iiasa). É membro do High Level Scientific Advisory Panel on Global Sustainability da Organização das Nações Unidas (ONU) e foi recém eleito membro estrangeiro da Academia de Ciências dos Estados Unidos.

752015-nomeacao-calor-nobre-0770
Para Renato Janine, a Capes hoje traz a marca criativa de seu antigo presidente (Foto: Edson Morais - CCS/Capes)

Confira a reportagem sobre a posse produzida pela TV MEC:

(Pedro Arcanjo)

 

 

Fim do conteúdo da página