Sala de Imprensa Sala de Imprensa Notícias Curso nos EUA foi oportunidade excelente, diz professor

Curso nos EUA foi oportunidade excelente, diz professor

Escrito por Coordenação de Comunicação Social da Capes | Publicado: Terça, 18 Março 2014 12:32 , Última Atualização: Quarta, 21 Mai 2014 20:34

Professor de inglês no município de Balsas, sul do Maranhão, Tiago da Costa Barros Macedo nunca viajara ao exterior. Em junho de 2013, ele participou do Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa (PDPI) nos Estados Unidos. A oportunidade de estudar na Universidade da Flórida, na cidade de Gainesville, durante seis semanas, é considerada fundamental em sua vida.

1832014-jornal-do-professor"Procurei aproveitar cada momento", garante. "Fiz várias amizades duradouras e amadureci as habilidades comunicativas em língua inglesa."

Tiago aproveitou a permanência nos EUA para interagir com as pessoas, conhecer igrejas e pontos turísticos e se familiarizar com a cultura norte-americana. "O enriquecimento cultural foi extremamente útil, pois agora estou mais confiante para falar do modo de pensar da cultura anglo-saxã, bem como suas virtudes e fraquezas", avalia.

Assim que retornou ao Brasil, Tiago desenvolveu projetos com os alunos no Centro de Ensino Médio Dom Daniel Comboni. Um deles, uma exposição de fotos e vídeos de locais que visitou, como a Casa Branca, o Capitólio e a Biblioteca do Congresso, em Washington; a residência de George Washington, no estado da Virgínia; e a igreja adventista afro-americana Emmanuel, no estado de Maryland.

Ainda no segundo semestre de 2013, Tiago realizou mais uma edição do projeto Normal's got Talent. Cada turma é desafiada a pesquisar aspectos informativos e artísticos relacionados a diferentes estados dos EUA e regiões do Reino Unido para apresentação posterior a toda a escola. Segundo o professor, o resultado agradou. "Foram muito criativos e interativos", ressalta. Há seis anos no magistério, ele tem licenciatura em letras (língua portuguesa, língua inglesa e respectivas literaturas) e especialização em docência universitária, métodos e técnicas. Além de lecionar a alunos de ensino médio, ele dá aulas a estudantes de nível superior e de cursos particulares de inglês.

Fluência — O PDPI é desenvolvido em parceria pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, Comissão Fulbright e Embaixada dos EUA. O programa se propõe a fortalecer a fluência oral e escrita em inglês, compartilhar metodologias de ensino e avaliação que estimulem a participação do aluno em sala de aula e estimular o uso de recursos on-line e outras ferramentas na formação continuada de professores e na preparação de planos de aula.

Para participar, é necessário ser professor de inglês efetivo na rede pública de ensino básico, com estágio probatório concluído, ter nacionalidade brasileira e residência permanente no Brasil.

(Fátima Schenini/Jornal do Professor)

Compartilhe o que você leu