Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cooperação internacional
Início do conteúdo da página

Cooperação internacional

Publicado: Terça, 02 Setembro 2008 18:45 | Última atualização: Quarta, 29 Outubro 2014 08:44

Objetivo

Desenvolver as atividades da pós-graduação brasileira no contexto mundial. A Cooperação Internacional da CAPES busca apoiar os grupos de pesquisa brasileiros por meio do intercâmbio internacional, buscando a excelência da nossa pós-graduação.

Como funciona?

Acordos bilaterais
A principal atividade da Cooperação Internacional da CAPES se dá por meio de acordos bilaterais, programas que fomentam projetos conjuntos de pesquisa entre grupos brasileiros e estrangeiros.

A CAPES financia missões de trabalho (intercâmbio de professores), bolsas de estudo (intercâmbio de alunos), além de uma quantia para o custeio das atividades do projeto.

É imprescindível que os grupos de pesquisa brasileiros estejam ligados a programas de pós-graduação reconhecidos pelo MEC, preferencialmente com conceitos 5, 6 ou 7 na última avaliação da CAPES.

Parcerias universitárias binacionais
A CAPES possui, também, programas de parcerias universitárias binacionais. Estes programas foram iniciados em 2001 e objetivam, principalmente, o aumento do intercâmbio de estudantes de graduação, além de fomentar o intercâmbio de alunos de pós-graduação e professores.

As parcerias são implementadas entre universidades brasileiras e estrangeiras, sendo fundamental a garantia do reconhecimento mútuo dos créditos aos alunos na área escolhida pelo projeto. O programa busca ainda a aproximação das estruturas curriculares dentre as instituições e cursos participantes. 

Bolsistas ativos e ex-bolsistas

A fim de que sejam tomadas as providências para a implementação da bolsa/auxílio concedido, solicitamos que forneça as informações pertinentes, preenchendo integralmente formulário on line específico para esta finalidade na modalidade de bolsa recebida, acessando o seu processo nos Sistemas de Acompanhamento de Bolsas no Exterior.

Para receber os auxílios iniciais, o bolsista deve complementar a documentação exigida, conforme as normas do respectivo edital de candidatura.

Informações sobre os valores de bolsas de estudo e auxílios pagos no exterior e as respectivas Portarias podem ser consultadas em Valores das Bolsas. Para mais informações sobre a forma de acompanhamento e documentos necessários, acesse o link conforme a modalidade de bolsa recebida.

Declaração de rendimentos - bolsas no exterior

Após o término do período no exterior, os ex-bolsistas deverão prestar contas do retorno ao país e do cumprimento do período de interstício e serão acompanhados pela Divisão de Acompanhamento de Egresso - DAE.

O cumprimento adequado dos prazos e a devida prestação de contas são pré-requisitos para uma nova concessão de bolsa de estudo.

 

Sistema de Acompanhamento de Bolsas no Exterior (SAC - Exterior)

Fim do conteúdo da página