Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Qualis

Publicado: Segunda, 13 Novembro 2017 16:17 | Última Atualização: Segunda, 13 Novembro 2017 17:20

A Capes disponibiliza qualificação para eventos?
Não se realiza, desde 2009, qualificação de eventos, apenas de periódicos e livros. Estão suspensas temporariamente quaisquer informações sobre eventos. Mais informações em http://qualis.capes.gov.br/.

Como obter a lista de Qualis Livros?
Por uma limitação técnica-operacional, a classificação de livros está sendo utilizada exclusivamente para fins do processo de avaliação. Ou seja, nesse momento não se divulga a relação dos livros classificados. As áreas que se utilizam da classificação de livros para a Avaliação dos Programas têm feito o procedimento diretamente por meio dos cadernos de indicadores, para avaliação dos Programas de Pós-graduação e/ou planilhas específicas e sua divulgação tem acontecido intra-área, ou seja, diretamente aos programas. É importante ressaltar que os livros devem ser declarados no Módulo Coleta da Plataforma Sucupira, no campo referente à produção intelectual. Para mais informações sobre o andamento da qualificação de livros em cada área, sugere-se contato direto com o coordenador de cada área pelo e-mail disponível na página da Capes.

Como proceder quando uma classificação periódico deveria ser mais elevada e não está?
A classificação no QUALIS é feita por comissões de consultores, cada qual focalizando um conjunto específico de áreas do conhecimento e seguindo critérios diferenciados. Os critérios para atribuição de qualidade a um periódico variam entre áreas e estão disponíveis no item critérios das áreas, na página do Qualis. Desse modo, não são levados em consideração somente índices quantitativos de bases indexadoras, mas também outros critérios determinados pela comissão que representa a área.

Para que serve a Agenda de Alterações?
Para divulgar mudanças de classificação e/ou inclusão de veículos na lista publicada pelas áreas sempre que equívocos forem identificados ou novos periódicos entrarem na base de dados. O calendário de reclassificação e atualização do módulo de consulta do Qualis é anual, por isso, a classificação que prevalece é a que consta na Agenda de Alterações até a próxima publicação do Qualis, com a incorporação da agenda de alterações divulgada por cada área.

Qualis-Periódicos
Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Capes para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação. Tal processo foi concebido para atender as necessidades específicas do sistema de avaliação e é baseado nas informações fornecidas por meio do módulo Coleta de Dados da Plataforma Sucupira. Como resultado, disponibiliza uma lista com a classificação dos veículos utilizados pelos programas de pós-graduação para a divulgação da sua produção.

A estratificação da qualidade dessa produção é realizada de forma indireta. Dessa forma, o Qualis afere a qualidade dos artigos e de outros tipos de produção, a partir da análise da qualidade dos veículos de divulgação, ou seja, periódicos científicos.

A classificação de periódicos é realizada pelas áreas de avaliação e passa por processo anual de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade, de A1 a C, sendo A1 o estrato mais elevado.

Note-se que o mesmo periódico, ao ser classificado em duas ou mais áreas distintas, pode receber diferentes avaliações. Isto não constitui inconsistência, mas expressa o valor atribuído, em cada área, à pertinência do conteúdo veiculado. Por isso, não se pretende com esta classificação, que é específica para o processo de avaliação de cada área, definir qualidade de periódicos de forma absoluta.

O sistema que permite a classificação e consulta ao Qualis das áreas, bem como a divulgação dos critérios utilizados para a classificação de periódicos pode ser acessado no link abaixo.

Acesse: http://qualis.capes.gov.br/

Roteiro para Classificação de Livros
O Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) durante a 111ª Reunião, realizada em 24 de agosto de 2009, aprovou o Roteiro para Classificação de Livros. O roteiro traz conceitos e definições comuns e sugestão de modelo de ficha de classificação e serviu como orientação para as 23 áreas que vão classificar livros na avaliação trienal de 2010.

Em várias áreas do conhecimento, os livros constituem a principal modalidade de veiculação de produção artística, tecnológica e científica. As outras áreas de conhecimento, nas quais a produção de conhecimentos quase não se expressa na forma de livros, mas preferencialmente na forma de artigos em periódicos, não utilizaram o Roteiro para Classificação de Livros.

O roteiro consolida discussões ocorridas nas áreas e no âmbito do CTC-ES desde meados de 2008, cujos esforços eram de estabelecer critérios e procedimentos comuns para a qualificação de livros.

Como no caso de periódicos as orientações e critérios do roteiro foram estabelecidos visando exclusivamente à avaliação da produção intelectual dos programas de pós-graduação stricto sensu e, portanto, são inadequadas para avaliações individuais de professores, pesquisadores e alunos.

Acesse: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/Roteiro_livros_Trienio2007_2009.pdf

Qualis Artístico
A área de Artes/Música considera a produção artística, vinculada diretamente aos programas de mestrado e doutorado pertencentes à área, central para o processo de avaliação de seus Programas de Pós-Graduação stricto sensu. Sendo assim, consolidou e utiliza o Qualis Artístico o qual, no contexto da avaliação quadrienal, é o instrumento que permite a classificação, de acordo com critérios e procedimentos claros e compreensíveis às demais áreas de avaliação, da produção artística dos programas de pós-graduação submetida à CAPES, em cada ano do quadriênio, por meio do módulo Coleta na Plataforma Sucupira. Outras áreas de avaliação também utilizam o Qualis Artístico, ainda que atribuam uma importância menor a este item no quesito da ficha de avaliação.

Partindo do princípio de que o eixo da avaliação é a produção dos programas e de que se trata de perceber como o conjunto da produção artística dos programas é reconhecido pela Área a partir de sua repercussão e abrangência, considera-se que mais importa uma temporada que uma apresentação única; uma exposição que uma obra particular, já que o agrupamento das produções permite uma visão panorâmica e otimizada das mesmas – devendo ser enfatizadas as produções, cujo impacto se faz sentir no contexto das temporadas, turnês e exposições.

Nesse contexto, dois aspectos são considerados norteadores na avaliação dos produtos declarados no Coleta pelos programas que valorizam esta modalidade de produção intelectual: a) o impacto da obra, sua repercussão e abrangência (onde foi apresentada, se ganhou prêmio, se foi selecionada por júri qualificado, se é obra única ou parte de uma série, etc.); b) grau de vinculação com linha de pesquisa ou projeto de pesquisa do autor.

Advoga-se para os Programas da área um equilíbrio entre produção bibliográfica e produção artística. Neste sentido, o processo de avaliação da pós-graduação em Artes/Música classificou a produção artística de tal forma a equipará-la à produção bibliográfica.

Quando um periódico não consta no Qualis?
O Qualis é um instrumento que tem como finalidade única auxiliar no processo de avaliação dos programas de pós-graduação brasileiros, realizado pela Capes. Nesse sentido, um determinado periódico pode não constar da lista Qualis, disponível no sítio qualis.capes.gov.br/, pelos seguintes motivos:

  • não ter sido indicado por nenhum programa de pós-graduação como veículo de divulgação de sua produção intelectual; ou
  • foi informado por algum programa de pós-graduação, mas a(s) Área(s) de Avaliação que analisaram o periódico o classificou como "Não Periódico", a partir dos critérios definidos em seu(s) respectivo(s) Documento(s) de Área. Por esse motivo, tal revista não constará na classificação Qualis.

Ao acessar a lista de periódicos do Qualis, notei que um mesmo periódico tem classificações diferentes, que mudam conforme Área de Avaliação. Como funciona isso?
O Qualis de cada área expressa qual é, no entender da comissão que o elaborou, a potencial relevância da divulgação de trabalhos nos veículos nele incluídos para a evolução do conhecimento na área em questão. Assim, um mesmo veículo pode ter para diferentes áreas diferentes classificações. Além disso, cada área possui critérios distintos, considerando os diferentes indicadores referenciados nas bases indexadoras, ou demais indicadores qualitativos.

Como ocorre o processo de reclassificação de um periódico, já que os critérios podem ser alterados ao longo do tempo?
Para fins do Qualis, existe diferença entre os processos de reclassificação e atualização. Reclassificação refere-se à efetivação de alteração na classificação de veículos, implicando, pois, mudança da categoria em que um veículo foi enquadrado. Pode ser efetuada, em princípio, apenas, no primeiro ano de realização do acompanhamento anual correspondente a cada quadriênio de avaliação, permanecendo a mesma para os anos complementares do período, exceto nos casos considerados imprescindíveis pela área para a efetivação de correção ou ajuste na classificação por ela anteriormente realizada.

Já a atualização refere-se à inclusão no Qualis de novos veículos, abrangendo:

  • veículos citados no último Coleta e ainda não classificados;
  • veículos outros não citados no Coleta, mas que a área deseja incluir para compor um cenário mais amplo de publicações de seu campo.

Como proceder quando há divergência entre a Editora e o Site da Capes, em relação a classificação do Periódico?
A classificação do periódico, para efeitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu é a que está disponível no sítio da Capes pelo endereço http://qualis.capes.gov.br/. Anualmente as áreas revisam seus Qualis e a classificação de um periódico pode ser alterada ao longo do tempo, valendo sempre a última publicada.

Como posso acessar as informações sobre as normas e editoras recomendadas pelas CAPES para publicação de livros?
A Capes não possui cadastro de editoras nem faz avaliação sobre sua qualidade.

Como é constituído o Qualis?
Os periódicos que compõem o Qualis são constituídos por periódicos mencionados pelos programas de pós-graduação anualmente no módulo Coleta de Dados da Plataforma Sucupira. Quando os dados chegam a CAPES, são reunidos em uma base de dados os títulos de todos os periódicos e eventos mencionados pelos Programas naquele ano. Portanto, o Qualis é o processo de classificação dos periódicos mencionados pelos próprios programas e não do universo de periódicos de cada área. Com definição temos o Sistema Qualis como o processo de classificação dos veículos utilizados pelos programas de pós-graduação para a divulgação da produção intelectual de seus docentes e alunos. Tal processo foi concebido pela CAPES para atender a necessidades específicas do sistema de avaliação e baseia-se nas informações fornecidas pelos programas, na Plataforma Sucupira. Esta classificação é feita ou coordenada por uma comissão de consultores de cada área e passa por processo anual de atualização. Os veículos de divulgação citados pelos programas de pós-graduação são enquadrados em categorias indicativas da qualidade do veículo utilizado, e, por inferência, do próprio trabalho divulgado.

Gostaria de saber como faço para indicar um periódico para o Qualis das Áreas?
Pela declaração de um dos programas de pós-graduação reconhecidos pela Capes, quando do preenchimento Anual do Coleta de Dados, de que seus docentes, discentes ou pesquisadores publicaram artigos científicos no veículo. Adicionalmente, esse veículo precisará passar por processo de (1) padronização pela Capes - no caso de periódico, checagem de que realmente existe e que o código de ISSN e título são válidos (2) classificação - receber os atributos de qualidade - e, finalmente, (3) ser indicado pela área de avaliação para participar da lista de veículos publicados no Qualis das Áreas. A classificação e divulgação ocorrem anualmente.

Há diferença nos conceitos de Qualis das Áreas e Qualis?
Apesar de o senso comum considerar esses dois termos como sinônimos, tecnicamente eles remetem a conceitos diferentes. Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Capes para diferenciação da qualidade da produção bibliográfica dos programas de pós-graduação. A estratificação da qualidade dessa produção é realizada de forma indireta, pela classificação dos veículos utilizados na sua divulgação. Dessa forma, o Qualis afere a qualidade dos artigos e de outros tipos de produção, a partir da análise da qualidade dos periódicos científicos. Qualis das Áreas é o produto final desse processo de qualificação ou estratificação (separação por nível de qualidade), ou seja, a lista de veículos de divulgação da produção bibliográfica dos programas de pós-graduação stricto sensu, por área.

O que é WebQualis?
O WebQualis é o aplicativo que permite a classificação dos veículos de divulgação da produção intelectual dos programas de pós-graduação, bem como a divulgação do resultado dessa classificação (listas por área), disponível no sitio da Capes. Apesar de todos os veículos de divulgação da produção bibliográfica ser passível de classificação, atualmente o WebQualis só permite a qualificação da produção divulgada em periódico e anais de eventos. A partir de 2015, a classificação dos periódicos está sendo realizada no módulo Qualis da Plataforma Sucupira.

Onde posso obter a classificação de evento, já que o Qualis não mostra a classificação de nosso evento?
A classificação de anais de eventos está disponível no WebQualis. Esclarecemos que não são todas as áreas que classificam anais. Além disso, os anais para serem divulgados precisam passar pelas etapas de padronização e classificação, além da indicação pela área de que deve compor a lista divulgada. Mesmo que o veículo não tenha sua classificação divulgada, a transparência do processo de avaliação continuará garantida, tendo em vista que nos Cadernos de Indicadores, o programa ou o pesquisador específico poderá identificar a qualificação da sua produção, sem que o veículo, obrigatoriamente, passe a figurar na lista. Alertamos que nos Cadernos de Indicadores o que é divulgado é a classificação da produção do programa e não do veículo. Isso acontece porque a área classificou o periódico apenas para efeitos de avaliação sendo que o mesmo não faz parte da lista de periódicos daquela área. Os Cadernos de Indicadores podem ser acessados no endereço: http://conteudoweb.capes.gov.br/conteudoweb/CadernoAvaliacaoServlet

Por que nem todas as revistas classificadas são divulgadas no Qualis das Áreas?
As áreas podem classificar revistas típicas de outras áreas, para fins de avaliação da produção (geração dos Cadernos de Indicadores), mas não precisam indicá-las para publicação no Qualis da área. Em contrapartida, é recomendável que seja indicada a publicação de todos os periódicos considerados como típicos da área para manter uma informação clara para os interessados. A vantagem nesse procedimento é, por exemplo, uma revista da área de Educação, classificada e publicada como A1 nessa área, não precisar ser publicada, também, como C, no Qualis da área de Química ou Física. Ou seja, para fins de pontuação da produção na avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG), a área de Química ou Física deve classificar a revista conforme os seus critérios, porém não precisa indicar tal revista para integrar sua Tabela de Referência a ser publicada, caso não considere que se trata de um periódico de área afim. A transparência do processo de avaliação continuará garantida, pois, no Caderno de Avaliação, o programa ou o pesquisador da área de Química ou Física poderá identificar a qualificação da sua produção, sem que o periódico, obrigatoriamente, passe a figurar nos respectivos Qualis das áreas.

Quais os critérios estabelecidos para classificação dos periódicos on-line?
Os critérios de cada área para a classificação dos veículos, independente de serem ou não on-line podem ser acessados no WebQualis, item critérios de avaliação. O usuário deve observar sobre qual período avaliativo cada um dos documentos trata.

Como inserir um evento científico no Qualis?
As indicações de eventos seguem a mesma rotina aplicada a periódicos.

Para qual endereço da Capes deveremos encaminhar as revistas?
As revistas devem ser encaminhadas diretamente aos coordenadores de área. Para tanto, a Capes pode ser utilizada como intermediária, a critério do Editor. Ressaltamos que o envio do periódico não condiciona a área a realizar a avaliação, caso ele não tenha sido declarado por algum programa de pós-graduação no módulo Coleta.

Endereço para envio: Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coordenação de Gestão da Informação Setor Bancário Norte - Quadra 02 Bloco "L" - Lote 06 CEP: 70040-020.

Endereços eletrônicos de algumas bases indexadoras de periódicos?

MEDLINE: https://www.nlm.nih.gov/bsd/pmresources.html

SCOPUS: https://www.scopus.com/

JCR: https://jcr.incites.thomsonreuters.com/

LILACS: http://lilacs.bvsalud.org/

SciELO Brasil: http://www.scielo.br/criteria/scielo_brasil_pt.html

Fim do conteúdo da página