Notícias CAPES e MEC liberam mais 679 bolsas de pós-graduação
Cursos nota 4

CAPES e MEC liberam mais 679 bolsas de pós-graduação

Publicado: Quinta, 03 Outubro 2019 18:16 , Última Atualização: Quinta, 03 Outubro 2019 19:53

 MG 0195

A partir da próxima segunda-feira, 7, mais 679 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado estarão disponíveis. Os auxílios estão vinculados a 280 programas de pós-graduação com nota 4 na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 03, por Anderson Correia, presidente da CAPES juntamente com Abraham Weintraub, ministro da Educação.

Com isso, já são 3.861 bolsas liberadas nos últimos 23 dias. As bolsas de cursos com as notas 5, 6 e 7, as mais elevadas na avaliação da CAPES, foram liberadas em setembro. Weintraub destacou a busca por qualidade. "O que a gente está fazendo é buscar eficiência, gerar recursos e colocar métricas muito claras", afirmou.

 MG 0565

Como critério para liberação das bolsas de programas nota 4, a CAPES usou um indicador objetivo de produção, conhecido como Indicador Qualis. Tiveram os benefícios liberados, os programas que apresentaram indicador maior ou igual à média do índice da sua área de avaliação de 2017 e 2018, ou com tendência positiva na série de 2013 a 2018, o que indica uma melhoria desse indicador neste período.

Para a liberação das novas bolsas, a CAPES analisou todo o sistema e buscou cursos com tendência de crescimento na nota de avaliação. "Nós identificamos programas nota 4 que têm evolução e são fortes candidatos a serem nota 5 no ano que vem", declarou Anderson Correia. "Essas bolsas estão sendo abertas em função de tudo isso", concluiu.

Esse indicador é calculado com base na quantidade e na qualidade dos artigos publicados pelos programas de pós-graduação em relação ao número de professores permanentes.

Serão liberadas 271 bolsas de mestrado, 304 de doutorado e 104 de pós-doutorado, o que representa 40% das 1.701 bolsas de cursos nota 4 que estavam bloqueadas. Em 11 estados, mais de 50% das bolsas foram liberadas. Esse índice chegou a 100% no Acre e Amapá. A medida foi possível graças ao descontingenciamento de R$1,99 bilhão de recursos do Ministério da Educação. Deste total, R$ 270 milhões foram destinados à CAPES.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu