Notícias CAPES recebe representantes da ACAFE
Instituições Comunitárias

CAPES recebe representantes da ACAFE

Publicado: Terça, 09 Julho 2019 18:59 , Última Atualização: Terça, 09 Julho 2019 19:15

 MG 0010

Representantes da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (ACAFE), apresentaram na CAPES nesta terça-feira, 9, o funcionamento das instituições de ensino superior comunitárias de seu estado. Na ocasião, diretores, coordenadores e técnicos da Coordenação puderam conhecer sua abrangência, seus objetivos e desafios, além de dados de suas ações. A ACAFE possui 16 instituições associadas, atendendo 53 cidades, com 740 cursos de graduação, 456 de pós-graduação lato sensu e 118 stricto sensu.

“É importante que, no dia a dia, as pessoas compreendam esse modelo comunitário, que cada vez mais cresce no sentido do desenvolvimento do stricto sensu”, afirmou Cláudio Alcides Jacoski, presidente da ACAFE. Ele destacou que as instituições comunitárias mantêm uma relação direta com a comunidade local, por meio de pesquisas científicas dentro da sua condição, ajudando a promover o desenvolvimento daquela região, além de melhorar as condições da população e das empresas lá estabelecidas.

Sônia Báo, presidente em exercício da CAPES, lembrou que as instituições universitárias comunitárias são tão relevantes quanto as federais, estaduais e particulares que estão no sistema. “É importante estar próximo e conversarmos, para que tenham a clareza que a qualidade e o mérito é que são levados em consideração para a pós-graduação stricto sensu”, afirmou.

ACAFE
É uma sociedade civil sem fins lucrativos que congrega as fundações educacionais públicas, não estatais, criadas no Estado de Santa Catarina, por lei dos poderes públicos do estado e municípios. Seu objetivo é promover o intercâmbio administrativo, técnico e científico entre as instituições de educação superior, na busca de soluções para problemas comuns nas áreas de ensino, pesquisa, extensão, inovação e administração.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu