Notícias Brasil e Suécia discutem cooperação em Ciência e Tecnologia
Innovation Week

Brasil e Suécia discutem cooperação em Ciência e Tecnologia

Publicado: Quarta, 21 Novembro 2018 18:39 , Última Atualização: Quinta, 22 Novembro 2018 10:51

A CAPES foi palco, nessa terça-feira, 20, da Innovation Weeks 2018. O seminário faz parte da semana de inovação que é organizada pela embaixada da Suécia e contou com participações e palestras de representantes da CAPES e do CNPq.

A iniciativa promove entre os dias 19 e 30 de novembro, por diversas regiões do país, discussões sobre as possibilidades de mobilidade de estudantes e pesquisadores entre os países. A Suécia, que investe 7% do PIB em educação, busca atrair universidades e centros de pesquisa com interesse em acordos de cooperação.

A colaboração entre o Brasil e a Suécia rendeu nos últimos 5 anos, 3.464 publicações em coautoria, tornando-a uma das principais parceiras do Brasil na cooperação em ciência e tecnologia. Flávio Velame, coordenador substituto de Negociação e Assessoramento Internacional do CNPq destacou: “A Suécia é o 21º principal parceiro do Brasil, e o Brasil é o 23º principal parceiro da Suécia. E são bastante diversificadas as coautorias”.

Pablo Ferreira, coordenador substituto de Parcerias Estratégicas com o Norte Global e com a Oceania, da CAPES, afirmou que cooperações internacionais buscam para a produção científica brasileira uma melhor qualidade. “Um dos vieses que tornam a nossa produção científica mais visível são as políticas de fomento à internacionalização e à mobilidade de cientistas e estudantes”.

Programa CAPES/STINT
O Swedish Foundation for International Cooperation in Research and Higher Education (STINT) é um programa que atua na seleção de projetos conjuntos de pesquisa desenvolvidos por grupos brasileiros e suecos. A iniciativa busca fortalecer a cooperação entre Instituições de Ensino Superior e/ou de Pesquisa do Brasil e da Suécia, fomentando a colaboração e o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa e desenvolvimento brasileiros e suecos e a mobilidade de docentes e de estudantes de pós-graduação no nível de doutorado e de pós-doutorado.

(Brasília – CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura “CCS/CAPES”

Compartilhe o que você leu