Notícias Edital para desenvolvimento tecnológico da educação aprova 208 projetos
Inovação Pedagógica

Edital para desenvolvimento tecnológico da educação aprova 208 projetos

Publicado: Quarta, 22 Abril 2015 15:04 , Última Atualização: Quarta, 22 Abril 2015 18:15

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulga o resultado preliminar do edital nº 3/2015, que convida as instituições integrantes do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) para apresentação de propostas para fomento a projetos de inovação com objetivo de contribuir para o desenvolvimento tecnológico da educação no Brasil. Todos os 208 projetos submetidos das 71 instituições públicas de ensino superior foram aprovados pela Comissão de Avaliação do edital.

Os projetos aprovados são nas áreas de inovação pedagógica, inovação tecnológica e inovação da gestão educacional e serão classificados em ordem decrescente de pontuação para serem contemplados na ordem em que foram classificados, dentro dos limites orçamentários. O gerenciamento da proposta institucional será de responsabilidade do coordenador UAB.

O objetivo do programa é promover a melhoria da qualidade do ensino superior público por meio de métodos e práticas de ensino-aprendizagem inovadores, visando à convergência entre as modalidades de educação presencial e a distância por meio do fomento de projetos de inovação tecnológica.


UAB
Criada em 2005, o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal. Hoje, o Sistema é coordenado pela Diretoria de Educação a Distância (DED) da Capes.

Pelo sistema UAB são ofertados os seis mestrados no formato semipresencial do país: o Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (Profmat), criado em 2010; o Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras) e o Programa de Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física – MNPEF (ProFis), lançados em 2013; e os Programas de Mestrado Profissional em Rede Nacional em Artes (ProfArtes), Administração Pública (ProfiAP) e Ensino de História (ProfHistória).

Acesse o resultado preliminar.

Compartilhe o que você leu