Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Tese premiada pela Capes é publicada em forma de livro
Início do conteúdo da página

Tese premiada pela Capes é publicada em forma de livro

Escrito por Coordenação de Comunicação Social da Capes | Publicado: Segunda, 05 Maio 2014 10:11 | Última Atualização: Quarta, 21 Maio 2014 20:35

A tese de doutorado de Angelica Alves da Cunha Marques, "Interlocuções entre a Arquivologia nacional e a internacional no delineamento da disciplina no Brasil", realizada na Universidade de Brasília (UnB), recebeu, em 2012, o Prêmio Capes de Tese no âmbito das Ciências Sociais Aplicadas I. Depois de uma trajetória de premiações, a obra acaba de ser publicada em forma de livro, com o título "A Arquivologia Brasileira – Busca por autonomia científica no campo".

552014-capa-livro-Angelica-Marques
A tese é fruto de um longo trabalho de pesquisa de Angélica Marques, iniciado quando ainda era estudante de graduação, há 12 anos
A tese é fruto de um longo trabalho de pesquisa de Angélica Marques, iniciado quando ainda era estudante de graduação, há 12 anos. "Desde 2002, venho desenvolvendo uma pesquisa sobre a trajetória da arquivologia como disciplina científica no Brasil: primeiramente, por meio de um projeto de iniciação científica; em seguida, como uma dissertação; e, depois, como uma tese", lembra.

Angélica, hoje professora da UnB, explica que cada etapa do estudo foi marcada por uma expansão na compreensão do desenvolvimento da disciplina. "No projeto de iniciação científica, mapeei a produção científica voltada para os arquivos e a Arquivologia no âmbito dos cursos de graduação e de pós-graduação. No mestrado, estudei a trajetória dessa disciplina no Brasil, desde as primeiras iniciativas para a formação do arquivista, pelo Arquivo Nacional, até a conquista de espaços universitários, pelos cursos de graduação na área. E, no doutorado, investiguei as interlocuções entre as práticas e o pensamento arquivístico internacional e o nacional", conta.

Premiações
Além do prêmio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no mesmo ano, o trabalho recebeu mais dois prêmios: um da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ciência da Informação (ANCIB) e outro da Associação dos Arquivistas Brasileiros (AAB). Em decorrência deste último prêmio, a tese foi publicada em forma de livro.

552014-Premiacao-CAPES
Angelica e a orientadora Georgete Medleg Rodrigues receberam premiação da Capes pelo trabalho (Foto: arquivo pessoal)

A autora da tese afirma que a pesquisa surgiu da percepção de que eram raros os estudos que apresentavam a história da Arquivologia como disciplina científica, sobretudo quando se tratava do contexto brasileiro. "Estudos dessa natureza são muito importantes para a compreensão da epistemologia da área, ou seja, dos processos de construção do conhecimento arquivístico, da identidade da disciplina e das suas relações com outras disciplinas e áreas do conhecimento. Em suma, esses estudos interessam a todos os estudantes e pesquisadores da área", ressalta.

Pós-doutorado
Um dos benefícios aos premiados do Prêmio Capes de Tese é a concessão de bolsa para realização de pós-doutorado. Angélica Alves iniciará a modalidade em novembro deste ano. "No estágio pós-doutoral, pretendo pesquisar sobre a trajetória e consolidação da arquivologia na França e no Brasil. Assim, uma parte da pesquisa será desenvolvida no Brasil – na Universidade de Brasília – e a outra, na França – na École Nationale de Chartes", adianta.

Leia uma entrevista com a autora e saiba mais o livro.

Fim do conteúdo da página