Notícias UAB: ensino superior que vai ao interior do Brasil
Formação de Professores

UAB: ensino superior que vai ao interior do Brasil

Publicado: Segunda, 08 Junho 2020 12:55 , Última Atualização: Segunda, 08 Junho 2020 13:19

Universidade Aberta do Brasil completa 14 anos com mais de 271 mil alunos formados e 116 mil matriculados. Programa forma e prepara professores em todas as regiões do País.

05062020 FOTO DENTRO MATERIA 02 POLO UAB

“O polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um investimento que toda a comunidade sente. Sempre procuramos dar um retorno para o município e mostrar como o polo pode ajudar”. A fala de Dilce Eclai, coordenadora do polo UAB de Santo Antônio da Patrulha (RS), reflete o esforço feito para levar o ensino superior ao interior do país.

Focado na formação inicial e continuada de professores da Educação Básica, há 14 anos o Sistema UAB, gerido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), oferece, a distância, cursos de graduação, especialização e tecnológicos. São 848 polos em todas as regiões do Brasil, 70% dos quais em municípios com menos de 100 mil habitantes. Há muito o que comemorar!

A abrangência do Sistema como ponto fundamental para ajudar no desenvolvimento do país é um dos destaques marcados por Benedito Aguiar, presidente da CAPES: “A Universidade Aberta do Brasil tem um papel de vanguarda na implantação da Educação a Distância no país, sendo fundamental na formação de professores, sobretudo em virtude da sua grande capilaridade”.

05062020 FOTO DENTRO MATERIA POLO UAB

Desde a sua criação em 08 de junho de 2006, já foram formados pelo Sistema 271.720 alunos em 118 instituições participantes. Atualmente, 116 mil estudantes estão matriculados na UAB. “Nesse tempo de pandemia, foi fundamental a cultura de ensino a distância (EaD) implantada em muitas instituições de ensino superior (IES) do país. Isso contribuiu para superar os desafios atuais de mudança abrupta do ensino presencial para o ensino remoto”, afirma Benedito Aguiar.

O programa funciona em uma parceria que envolve a CAPES, instituições públicas de ensino superior, secretarias estaduais de Educação e prefeituras. A Coordenação gerencia o Sistema e oferece o apoio das IES, que são responsáveis por ministrar os cursos. Os demais envolvidos  fornecem as estruturas física, administrativa e pedagógica.

O polo de Santo Antônio da Patrulha foi reconhecido pela CAPES como o de maior interação com o município. A seleção, feita pelo Prêmio Polo EaD em Ação, também avaliou a proatividade dos seus coordenadores e as melhores iniciativas promovidas em cada espaço. Os cursos técnicos, que têm uma formação mais rápida do que um curso superior, são um exemplo.

05062020 FOTO DENTRO MATERIA 03 POLO UAB

Dilce Eclai afirma que a UAB levou boas mudanças para o município, conseguindo criar elos entre agricultores, comunidade e esfera pública. “Mudou a realidade do nosso município na formação das pessoas, na formação dos professores e na organização dos agricultores”. Os idosos também são abrangidos: os polos oferecem cursos de inclusão tecnológica para a terceira idade. “Eles querem aprender para se aproximar no contato com os mais jovens”, explica a coordenadora.  

O Sistema UAB foi criado em 2006 com o objetivo de desenvolver a modalidade de educação a distância e expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no País. A prioridade é para a área de formação de professores, em atendimento à Política Nacional dos Profissionais da Educação Básica, instituída pelo Decreto 8.752, de 9 de maio de 2016.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu