Notícias Dia do Pedagogo: CAPES valoriza profissionais
Educação

Dia do Pedagogo: CAPES valoriza profissionais

Publicado: Quarta, 20 Mai 2020 18:37 , Última Atualização: Quarta, 20 Mai 2020 21:14

A CAPES tem diversos programas que incentivam e apoiam a formação inicial e continuada.

20052020 FOTO DENTRO MATERIA PEDAGOGO

“Eu sou muito apaixonada pelo que faço, gosto muito”. A declaração de amor à Pedagogia é de Vanelice Aparecida Mendes, que trabalha em uma escola de Buritis (MG), após se formar pela Universidade Aberta do Brasil (UAB) depois de mais de 15 anos sem se dedicar aos estudos. No dia do Pedagogo, 20 de maio, a profissional mostra como as ações da Coordenação de Pessoal de Aperfeiçoamento de Nível Superior (CAPES) têm contribuído para a formação inicial e continua desta carreira.

Há 14 anos, a UAB foi criada para oferecer diversos cursos de graduação e especialização a distância, e tem hoje 116 mil alunos matriculados em 143 cursos oferecidos por 135 instituições públicas de ensino. De cada 100 alunos, 68 estão em cursos de licenciatura. No curso de Pedagogia são 20.411 estudantes. “Foi um desafio muito grande, mas fomos superando. Teve auxílio, todo mês tinha encontro presencial, vinham os tutores de Belo Horizonte, e conseguimos”, relata a pedagoga Valenice.

O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) apoia a oferta de educação superior, na modalidade presencial, para profissionais do magistério que estejam no exercício da docência na rede pública de educação básica e que não possuem a formação específica na área em que atuam em sala de aula. Hoje, 8.898 alunos cursam Pedagogia no Parfor.

O Residência Pedagógica e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) também são iniciativas da CAPES que contribuem para a formação dos pedagogos. Eles integram a Política Nacional de Formação de Professores por meio da vivência prática dos formandos dentro da sala de aula. Este ano, mais 60 mil vagas serão ofertadas em ambos os Programas aos graduandos que atuarão na educação básica. 

Ítalo Curcio, coordenador do Parfor e do curso de Pedagogia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, trabalha há mais de 40 anos na formação de professores e  destacou o trabalho da CAPES voltado para o ensinos fundamental e médio: “É mais uma oportunidade que esses professores que atuam na educação básica terão para poder adquirir experiências e verificar aquilo que está sendo feito em outros países”.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu