Notícias UAB, da universidade para a comunidade
Educação a distância

UAB, da universidade para a comunidade

Publicado: Terça, 10 Março 2020 10:42 , Última Atualização: Quinta, 26 Março 2020 15:54

IMG 20200228 172214

Distante 750 km da capital mineira, o município de Buritis (MG) abriga um dos mais de 700 polos da Universidade Aberta do Brasil espalhados pelo país. Com características típicas de interior, a cidade tem sua atividade econômica voltada para a produção de grãos e pecuária, mas a Educação não fica para trás.

O Polo de Buritis foi inaugurado há dez anos, bem no início da implementação do Sistema UAB. Desde então, a formação e especialização de professores da região para a educação básica não parou. Foram mais de 15 cursos de licenciatura, 15 de especialização e um curso de bacharelado ofertados. Hoje, o polo de Buritis tem cerca de 200 alunos.

Beatriz Carla Prado, coordenadora UAB, participou da implementação do polo. Ela conta que o acolhimento dos alunos no início foi desafiador, já que estes eram oriundos de municípios ao redor. “A gente oferecia a estrutura do polo para que os alunos de fora pudessem dormir. Outros colegas adotavam alguém e levavam para casa. O polo também fazia bandejões no fim de semana, galinhadas, tudo para incentivar os alunos”, recorda Prado.

Retorno para a comunidade
Aos 23 anos, Ludmila Oliveira é professora de Matemática da Escola Estadual Santo Domingos. Formada em matemática pela Universidade Federal de Uberlândia através do polo UAB de Buritis, ela leciona em um pequeno distrito do município. Para a professora, um dos maiores desafios do curso foi a organização do tempo para estudo. “Trabalhava o dia todo e só tinha o tempo de estudar a noite. Então, eu tinha que me organizar. Eu acredito que isso me ajudou a ter mais disciplina e organização na minha vida, hoje”, afirma a professora.

IMG 20200228 172302

Diversos alunos formados pelo polo atuam na cidade. Ludmila passou em um concurso para professor estadual e destaca o sentimento de pertencimento à região: “Eu acredito que a gente tem que valorizar o nosso trabalho dentro da cidade. Se a gente for para fora, vai estar desperdiçando o investimento que a cidade fez em nós, que o polo UAB fez em nós”.

Assim como Ludmila, Vanelice Aparecida Mendes se formou pela UAB. Ela cursou Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais e atua na mesma escola. Vanelice conta que era dona de casa e passou mais de 15 anos sem se dedicar aos estudos. Uma das principais dificuldades superadas por ela foi o acesso à informática: “Foi um desafio muito grande, mas fomos superando. Teve auxílio, todo mês tinha encontro presencial, vinham os tutores de Belo Horizonte, e conseguimos”, relata a pedagoga.

Para Vanelice, a UAB iniciou uma nova fase e uma paixão pelo ensino: “Eu agradeço imensamente a essa modalidade de ensino, que foi na minha vida um divisor de águas. Eu sou muito apaixonada pelo que faço, gosto muito”.

Ludmila Oliveira UAB Buritis

Eliene Aparecida da Silva se formou em Letras-Português pela Universidade de Brasília, no polo de Buritis. Hoje, a professora é coordenadora de um colégio municipal. “Enquanto gestora eu percebo que a base que tive é o meu alicerce para trazer inovações, para que eu traga para a comunidade escolar e nossos alunos o que há de melhor”, afirma.

Estrutura
Os alunos da UAB contam com todo o apoio para conseguir concluir os cursos. Em Buritis, são dois laboratórios de informática, salas de aula e tutores para cada disciplina. Lá, toda a estrutura fica à disposição da comunidade de segunda a sexta-feira, entre 8h e 22h. Quem não tem internet em casa pode usar os laboratórios sem restrição.

A presença dos tutores no polo, as web-conferências com os professores e o envio de materiais são alguns pontos destacados por Ludmila Oliveira: “A gente teve todo o apoio em questão de material. Chegaram livros para nós, apostilas, a faculdade deu todo esse suporte”.

Sentimento pela UAB
- Ludmila Oliveira

Vanelice Aparecida Mendes UAB Buritis

“A UAB me favoreceu, me deu uma oportunidade, porque eu não teria condição financeira de estudar fora, e eu me formei em uma universidade federal, reconhecida, que me deu todo o apoio para que eu fizesse isso. Eu pude trabalhar enquanto estudava”.

- Vanelice Aparecida Mendes
“Eu acho que a UAB ajuda a modificar a vida das pessoas. Não só dos alunos, mas de outras pessoas que, como eu, estavam sem fazer um curso. Foi importantíssimo”.

- Eliene Aparecida da Silva
“Recomendo 100% a UAB e diria que se tem alguém que não teve essa oportunidade, a oportunidade está batendo na porta a toda hora. Que agarre essa oportunidade, que faça, sim! acredite em si mesmo e preste o vestibular. Tanto a universidade quanto o polo UAB vão dar toda a base necessária para que a sua vida profissional se desenvolva”.

Instituições Parceiras
Oito instituições públicas oferecem ou ofereceram cursos a distância pelo polo, são elas:

- Federais
Universidade de Brasília
Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Juiz de Fora
Universidade Federal de Uberlândia

- Estaduais
Universidade do Estado de Minas Gerais
Universidade Estadual de Montes Claros

- Institutos Federais
Instituto Federal do Norte de Minas Gerais
Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Eliene Aparecida da Silva UAB Buritis

A presença da Universidade de Brasília entre as ofertantes de cursos EaD pode surpreender quem não conhece a região. Apesar de ser uma cidade mineira, Buritis fica mais perto de Brasília (DF) do que de Belo Horizonte. Cerca de 200 km separam o município da capital federal.

Polo UAB
Para a instalação dos polos UAB, a CAPES oferece o apoio das instituições federais e estaduais, e as prefeituras municipais fornecem a parte administrativa e pedagógica.

O polo UAB é uma estrutura acadêmica de apoio pedagógico, tecnológico e administrativo para as atividades de ensino e aprendizagem dos cursos e programas de Educação a Distância - EaD, formada por instituições públicas que oferecem cursos de nível superior. A prioridade é para a área de formação de professores, em atendimento à Política Nacional dos Profissionais da Educação Básica, instituída pelo Decreto 8.752, de 9 de maio de 2016.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu